Acne hormonal: O que é e como tratar?

9/9/2021

A aparição de espinhas pelo rosto é algo relativamente comum em alguns períodos da vida, como a adolescência, por exemplo. No entanto, ela pode ser proveniente de diversas causas. A acne hormonal, que é uma das mais comuns, está diretamente ligada a produção do hormônio masculino, e conta com diversos tipos de tratamentos eficazes.

Quem nunca acordou, levantou-se para ir ao banheiro e, quando se olhou no espelho, percebeu aquela espinha enorme no rosto, não é mesmo? Essa é uma cena bastante comum na adolescência, no entanto, não necessariamente ocorre somente neste período da vida, visto que na fase adulta também estamos sujeitos a situações assim.

O fato é que as acnes de uma maneira geral costumam ser bastante incômodas, tanto esteticamente como, até mesmo, fisicamente, em alguns casos. Além disso, nem sempre o motivo para o aparecimento das tão indesejadas espinhas é o mesmo e, quando a situação passa a ser frequente, a busca por um profissional é indispensável.

Neste artigo você irá aprender sobre o que é exatamente a acne hormonal e a forma como ela está relacionada ao nosso organismo. Além disso, falaremos sobre como a sua alimentação pode influenciar no aparecimento de espinhas e, também, citaremos alguns produtos que podem lhe ajudar a resolver essa situação.

Dito isso, pegue logo o seu caderno de anotações ou abra o bloco de notas do celular e venha conferir um pouco mais sobre o assunto.

Mas afinal de contas, o que é acne hormonal?

Quando paramos para falar em espinhas, normalmente a primeira coisa que nos vêm à cabeça é justamente a adolescência. É nesse período que costumamos lidar pela primeira vez com a acne, uma doença inflamatória caracterizada por erupções cutâneas, decorrente da produção excessiva de sebo, e que pode ser causada por diversos fatores.

Sendo assim, um dos tipos mais conhecidos dessa doença é justamente a acne hormonal. Ela se caracteriza por abranger todas as situações de erupções cutâneas que são resultados do hiperandrogenismo, ou seja, o aumento de hormônios, tanto em homens quanto em mulheres.

É por isso que na adolescência é tão comum, e quase inevitável, a presença de espinhas, visto que passamos por mudanças e desbalanceamentos hormonais. No entanto, quando a presença de acnes, com certa frequência, atinge a vida adulta, é necessário uma avaliação mais a fundo.

Ainda assim, saiba que a acne hormonal é tão comum quanto em mulheres com mais de 25 anos de idade. Isso se dá, principalmente, por conta de uma alteração nos hormônios sexuais femininos, e pode estar ligada até mesmo a algumas doenças relacionadas ao organismo feminino.

VEJA TAMBÉM: Rostos com espinhas: Tudo o que você precisa saber

O que é a acne da mulher adulta?

Como já citamos anteriormente, a acne hormonal pode ocorrer tanto em adolescentes quanto em adultos. No entanto, no caso da mulher adulta, o aparecimento de cravos não necessariamente é resultado dos mesmos motivos que incidem em jovens da adolescência, podendo estar ligados a doenças como a síndrome do ovário policístico, por exemplo.

Ainda assim, a super ativação das glândulas sebáceas, provocadas geralmente por oscilações hormonais, que resultam na acne, só atinge cerca de 30% da mulher adulta. De acordo com o dermatologista Marco Rocha, o fator que determina a presença de cravos e espinhas em mulheres é a quantidade de receptores TRL-2 na pele.

Em entrevista para a Veja Saúde, o dermatologista citou um estudo que fez com mulheres vítimas e livres de espinhas, de 26 a 44 anos de idade. Na pesquisa, as que lidam com a acne possuem concentrações maiores do receptor citado, o qual faz parte do sistema imunológico, tanto em áreas acometidas pelas espinhas quanto nas livres.

Segundo ele, se trata de uma doença imune-infecciosa, referente a forma como a bactéria P. acnes, comum em todas as pessoas, interage com o sistema imunológico. Além disso, na fase adulta, a presença de espinhas é caracterizada por atingir a zona U, composta pelo queixo, mandíbula e pescoço, e não T (testa, nariz e bochechas), como na adolescência.

Como os hormônios podem tornar a pele mais oleosa?

Vimos anteriormente que, em alguns casos, o surgimento de espinhas está diretamente relacionado à situação hormonal do indivíduo. Sendo assim, saiba que, por mais que nem sempre resulte na incidência de acne, mudanças hormonais podem deixar a sua pele muito mais oleosa do que o comum.

Isso porque o excesso de oleosidade na pele é um fator biológico causado pelos hormônios. A testosterona, por exemplo, atinge as glândulas sebáceas do nosso organismo e resulta na maior produção de sebo. Esse excesso de sebo, então, faz com que a pele se torne muito mais oleosa do que o comum.

Além disso, as alterações hormonais que resultam em uma maior oleosidade da pele podem ser decorrentes de diversos fatores. Se na adolescência isso é comum por conta do período de “transformação” do corpo, na fase adulta pode estar ligada ao ciclo menstrual em si, no caso das mulheres.

Isso porque quanto maior a ligação dos hormônios com os receptores das glândulas sebáceas, mais sebo acaba sendo produzido. Logo, mais oleosa fica a sua pele. Quando isso ocorre em conjunto com as obstruções dos folículos por sebos e células mortas, temos a formação de espinhas.

Como o estrogênio afeta a saúde da pele?

Quando falamos em hormônios e a forma como ele afeta a nossa pele de uma maneira geral, seja com a incidência de espinhas e oleosidade, costumamos pensar na testosterona. No entanto, o estrogênio, hormônio ligado ao controle da ovulação e desenvolvimento de características femininas, também possui resultados nesse sentido.

O fato é que o estrogênio afeta de forma considerável a saúde da pele. Por mais que não saibamos até que ponto ele afeta as glândulas sebáceas, sabe-se que esse hormônio está diretamente ligado ao aumento da produção de colágeno, a proteína responsável por garantir firmeza e elasticidade da pele.

Sendo assim, o estrogênio está associado à espessura e hidratação da pele, cicatrização de ferimentos e, até mesmo, à melhora da função de barreira da pele. E é justamente por isso que em momentos de baixa produção desse hormônio, as mulheres costumam relatar uma maior sensibilidade da pele de uma maneira geral.

Mulheres que estão na pós e na perimenopausa, por exemplo, geralmente contam com uma pele mais sensível, por conta do baixo nível de estrogênio. Já no período pré-menopausa, quando os níveis do hormônio estão mais altos, a sensibilidade passa a ser menor. É dessa forma, juntamente com a relação com as glândulas sebáceas, que o estrogênio afeta a saúde da pele.

LEIA MAIS: Espinha interna: Como tratar

Acne e o ciclo menstrual

Como já citamos anteriormente, o ciclo menstrual é caracterizado, também, pelas alterações hormonais no corpo feminino. Sendo assim, esse período costuma estar diretamente ligado ao aparecimento de acne e, também, a um maior aumento da oleosidade da pele.

Isso se dá por conta dos altos níveis de androgênios, os quais resultam na produção excessiva de sebo. Esses, por sua vez, podem vir a se combinar com células mortas da pele dentro dos poros, causando uma obstrução e prendendo a produção do sebo, causando justamente a acne.

O surgimento de espinhas hormonais por conta da menstruação são mais comuns no período perimenstrual, que engloba os 10 dias que antecedem a menstruação e, também, o período de sangramento. No entanto, não se sabe qual a razão exata para o surgimento da acne hormonal em relação a menstruação.

A teoria de alguns pesquisadores é de que, antes da menstruação acontecer, a produção de estrogênio não é o suficiente para amenizar a quantidade de sebo. Há ainda quem acredite que o surgimento de acne nesse período está relacionado a deficiência ou desequilíbrio nos índices de progesterona e estrogênio.

Como é feito o tratamento da acne hormonal?

O tratamento para acne hormonal costuma variar de acordo com a intensidade da doença, seja ela moderada ou severa. No caso das mulheres, muitas vezes o tratamento é realizado através de contraceptivos hormonais orais, ou seja, com as famosas pílulas anticoncepcionais - já utilizadas por muitas.

Isso porque as pílulas anticoncepcionais também atuam na circulação dos androgênios, hormônios que, ao atuarem junto à glândula sebácea, contribuem para o surgimento de espinhas. O medicamento, então, diminui não apenas a produção de androgênio como, também, a sua atuação.

Em suma, o uso de medicamentos anticoncepcionais costumam ser bastante efetivos no tratamento da acne hormonal. Eles ajudam não apenas a reduzir a quantidade das lesões causadas pela inflamação das espinhas como, também a própria gravidade da mesma, com resultados positivos visíveis.

No entanto, é necessário que o uso de medicamentos do gênero para o tratamento de acne hormonal seja recomendado por um médico especializado. Isso porque ele terá que avaliar a situação da pele e a gravidade da incidência de acne antes de recomendar o anticoncepcional em si.

Como a alimentação pode ajudar contra a acne hormonal?

Não é segredo para ninguém que a forma como nos alimentamos influencia a saúde do nosso organismo de modo geral. Recentemente, uma pesquisa realizada por cientistas franceses apontou para uma relação significativa entre a presença de acne e o consumo de alimentos gordurosos, bebidas, açucarados, leites e derivados.

Isso porque alguns desses alimentos podem resultar em mudanças hormonais capazes de interferir no funcionamento das glândulas sebáceas, resultando, então, na acne. No entanto, da mesma maneira que algumas comidas contribuem para o surgimento de espinhas, outras podem ajudar no combate à acne hormonal.

Esse é o caso de cereais integrais e alimentos ricos em ômega-3, como o salmão e a sardinha, por exemplo. Isso porque eles atuam no sentido de regular o açúcar presente no sangue, diminuindo a inflamação na pele, causada muitas vezes pelo efeito hormonal, e reduzindo o aparecimento de espinhas.

Além disso, existem outros tipos de alimentos que também ajudam no combate à acne de uma maneira geral. É o caso das comidas ricas em zinco, tal qual a castanha do pará, os quais ajudam não apenas a diminuir a oleosidade na pele como, também, na cicatrização de marcas deixadas pelas espinhas.

7 produtos que ajudam contra a acne hormonal

E não é apenas o uso de medicamentos e uma boa alimentação que pode contribuir no combate a acne hormonal. Alguns produtos, até mesmo estéticos, são quimicamente trabalhados para atuar no sentido de reduzir a presença de espinhas e tornar a pele muito mais bonita e saudável.

Confira 7 produtos que ajudam contra a acne hormonal:

1.    Esfoliante Facial Anti Cravos e Espinhas Protex

O Esfoliante Facial Anti Cravos e Espinhas da marca Protex é um dos principais produtos que ajudam a combater a acne hormonal. Eles são indicados tanto para pessoas que possuem pele oleosa, no sentido de torná-la menos propícia a incidência de espinhas, quanto normal, para prevenir a acne.

Esse produto da Protex atua no sentido de proporcionar uma limpeza e esfoliação profunda da pele. Ele também ajuda a controlar o excesso de oleosidade da pele, causado, muitas vezes, pelas alterações hormonais relacionadas à produção de sebo. Além disso, se trata de um produto dermatologicamente testado.

2.    Gel Creme Hidratante Antiacne - Tracta

O Gel Creme Hidratante Antiacne da marca Tracta também é uma opção interessante para quem busca combater os efeitos da acne hormonal. Ele é indicado sobretudo para pessoas com pele mais oleosa, as quais, geralmente, estão mais propensas ao aparecimento de espinhas inflamadas.

Esse produto possui uma textura gel creme de rápida absorção, sendo idealizado para pessoas com pele acneica e oleosa. Ele hidrata, acalma e normaliza a pele, controlando a oleosidade e clareando manchas provenientes da acne. Sua eficácia em relação à redução de espinhas já foi testada e aprovada dermatologicamente e clinicamente.

3.    Gel Facial Hidratante Antioleosidade - Granado

Outro produto que pode ajudar e muito no combate à acne hormonal é o Gel Facial Hidratante Antioleosidade, da marca Granado. Ele foi desenvolvido justamente para proporcionar uma hidratação mais efetiva para peles oleosas, característica de pessoas que sofrem com espinhas.

Esse produto da Granado atua no combate à acne hormonal de forma mais preventiva, através da diminuição do tamanho dos poros da pele. Ele conta ainda com uma fórmula com efeito mate e fps 15, a qual é equilibrada ao ph da pele. Além disso, é um produto livre de fragrância, corantes e parabenos.

4.    Gel Secativo - Asepxia

Para aqueles que buscam um produto mais efetivo e rápido no combate à acne hormonal, certamente o Gel Secativo da Asepxia é uma boa opção. Isso porque esse produto foi desenvolvido com o único intuito de acabar com as espinhas já presentes na pele após um curto período de uso.

Idealizado para o tratamento de acne de uma maneira geral, ele age no sentido de secar as espinhas em até dois dias. O Gel Secativo da Asepxia é um produto formulado com grande concentração de ativo antiacne e, por isso, possui efeitos tão positivos e rápidos em relação à condição.

5.    Mat Perfect Anti Acne FPS 60 - Avène

A exposição frequente ao sol, combinada ao clima tropical do país, também é um dos fatores que contribuem para a incidência da acne. E foi pensando nisso que a marca Avène desenvolveu o protetor solar Mat Perfect Anti Acne, de FPS 60.

Esse produto diminui 69% das lesões causadas pela acne e melhora a aparência dos poros dilatados. Além disso, ele é responsável por reduzir as imperfeições relacionadas às espinhas e ajuda a prevenir o reaparecimento da mesma. Tudo isso, protegendo a pele e o DNA celular.

6.    Sabonete Líquido Esfoliante Anti Acne - Asepxia

A Asepxia marca presença nessa lista também com produtos simples de serem inseridos no dia-a-dia e que ajudam a combater a incidência da acne hormonal. Esse é o caso do Sabonete Líquido Esfoliante Anti Acne da marca, o qual é indicado para peles oleosas e mistas.

Esse produto é responsável por fazer uma limpeza profunda da pele, assim como uma esfoliação suave que não machuca a mesma. Além disso, ele é enriquecido com ácido salicílico e microesferas de origem natural, o que contribui para a limpeza.

7.    Sabonete Facial Anti Cravos e Espinhas - Protex

E por último, um dos produtos mais acessíveis da lista é justamente o Sabonete Facial Anti Cravos e Espinhas da marca Protex. Ele é altamente indicado para peles oleosas, justamente por ajudar a combater a acne hormonal.

Esse produto fornece proteção contra bactérias que podem causar cravos e espinhas. Além disso, ele conta também com uma tecnologia exclusiva que reduz a oleosidade da pele. Assim como os demais produtos da marca, também é dermatologicamente testado.


REFERÊNCIAS

METRÓPOLES. Saiba a diferença entre acne hormonal e por estresse (e como tratá-las). Disponível em: <https://www.metropoles.com/vida-e-estilo/beleza/saiba-a-diferenca-entre-acne-hormonal-e-por-estresse-e-como-trata-las>. Acesso em 8 de setembro de 2021.

VEJA. Acne: por que a doença está crescendo entre as mulheres adultas. Disponível em: <https://veja.abril.com.br/saude/acne-por-que-a-doenca-esta-crescendo-entre-as-mulheres-adultas/>. Acesso em 8 de setembro de 2021.

VEJA SAÚDE. As particularidades da acne na mulher adulta. Disponível em: <https://saude.abril.com.br/bem-estar/as-particularidades-da-acne-na-mulher-adulta/>. Acesso em 8 de setembro de 2021.

ESTADÃO. Pele oleosa: os mitos e as verdades. Disponível em: <https://emais.estadao.com.br/blogs/e-ai-beleza/pele-oleosa-os-mitos-e-as-verdades/>. Acesso em 8 de setembro de 2021.


Unhas quebradiças ou queda de cabelo?
Conheça o VitHair - Complexo vitamínico com Biotina que fortalece seu cabelo e suas Unhas
Comprar com desconto