Clean beauty, nova tendência de cuidados

Clean beauty, nova tendência de cuidados

17/5/2022

Se tem algo que é certo no mercado de cosméticos, é que de tempos em tempos surgirá uma nova tendência para abalar as estruturas do segmento. É comum que, volta e meia, novas marcas apareçam com propostas diferentes e ousadas que trazem uma nova perspectiva para o setor. E uma dessas tendências é justamente o clean beauty.

Quem acompanha de perto o mercado de cosméticos sabe que de um tempo para cá algumas tendências passaram a dominar o setor. Uma delas, por exemplo, é a de produtos que não realizam testes em animais, pauta que virou uma reivindicação gigantesca por parte de consumidores e atingiu grandes empresas do segmento.

Cosméticos biodegradáveis também passaram a ser uma verdadeira onda dentro desse segmento econômico. No entanto, para o ano de 2022, uma categoria específica de novos produtos promete entrar de vez para a vida dos que são apaixonados por produtos de beleza, mas que buscam algo além da estética.

Neste artigo, você irá conhecer um pouco mais sobre o chamado clean beauty, uma nova tendência de cuidados dentro do mercado de cosméticos. Além disso, falaremos um pouco sobre esse conceito e daremos alguns exemplos de marcas que já estão investindo nessa estratégia ousada e até mesmo necessária para o setor.

Dito isso, pegue logo o seu caderno de anotações ou abra o bloco de notas do celular e venha conferir um pouco mais sobre o assunto.

Mas afinal de contas, o que é o clean beauty?

O clean beauty não é necessariamente um conceito novo, visto que há pelo menos dois anos vem rondando com força o mercado de cosméticos. No entanto, a cada ano que passa ele se torna mais conhecido, prometendo ser uma verdadeira tendência entre as empresas do segmento em 2022.

Em tradução livre para o português, clean beauty significa nada mais nada menos do que “beleza limpa”, o que resume bem o conceito. Trata-se de um movimento em que a produção de cosméticos é pautada por fórmulas que são comprovadamente seguras e, também, livres de qualquer tipo de toxinas.

No entanto, não se limita apenas a isso. Para um cosmético se encaixar no movimento clean beauty, ele precisa contar com ingredientes que foram escolhidos de maneira completamente ética, ou seja, sem nenhuma exploração que ameace o meio ambiente ou até mesmo de mão de obra infantil ou escrava - o que ainda existe em alguns países.

Esse movimento também é pautado por muita transparência por parte das empresas desenvolvedoras dos cosméticos. Os seus produtos costumam ser decorrentes de pesquisas científicas sérias e contam com rótulos descritivos e informativos sobre todos os seus componentes.

Confira um pouco mais sobre o clean beauty, uma nova tendência de cuidados:

1.    Quais os produtos abrangidos pela onda clean beauty?

Quando uma nova tendência surge no mercado de cosméticos, uma dúvida comum é até onde ela vai movimentar o segmento. Em outras palavras, quais os tipos de produtos, dentro de um setor tão gigantesco, que poderão seguir a nova onda - seja por questões econômicas ou até mesmo éticas.

Sendo assim, quando o conceito de clean beauty surgiu, muitos se perguntaram: quais os produtos abrangidos pela tendência? O fato é que, por se tratar de um movimento voltado para uma “beleza limpa”, o clean beauty pode abranger todos os tipos de cosméticos existentes - e isso não é exagero.

O conceito de um produto que é livre de toxinas, feito com ingredientes selecionados de maneira ética e pautado pela preocupação com o meio ambiente, por exemplo, pode ser adicionado em qualquer tipo de cosmético. Sendo assim, tanto shampoos e condicionadores quanto cremes e protetores solares podem aproveitar a tendência.

Dito isso, a tendência é que a partir dos próximos anos cada vez mais marcas de produtos de beleza invistam nesse conceito. Maquiagens, cremes, hidratantes, protetores solares e cosméticos para cabelo tendem a seguir esse conceito ao mesmo passo em que ele vai caindo no gosto do público e chegando ao conhecimento dos consumidores.

VEJA MAIS: Linha de maquiagem L’Oréal

2.    Os produtos clean beauty são iguais aos veganos e orgânicos?

Quem ouve falar no conceito clean beauty em uma primeira vez talvez chegue a se questionar: mas afinal de contas, não é igual aos produtos veganos, orgânicos e naturais? O fato é que todas essas categorias de cosméticos possuem características semelhantes. No entanto, são diferentes entre si.

O fato é que é bastante comum encontrar cosméticos que são considerados clean beauty e que, ainda assim, fazem uso de ingredientes de origem animal. O mel e a cera das abelhas, por exemplo, está presente em alguns produtos de marcas que trabalham com o conceito, ainda que não haja o teste em animais propriamente dito, graças a aplicação segura.

Sendo assim, um produto pode ser clean beauty e não seguir conceitos como o veganismo, por exemplo, que também está em alta nos dias de hoje. No entanto, existem sim algumas empresas que buscam unir essas duas vertentes a fim de trabalhar com um produto 100% consciente e pautado por causas seguras.

Em suma, existem diversos pontos que acabam diferenciando os produtos clean beauty dos cosméticos veganos, orgânicos e naturais. Abaixo, destacamos algumas dessas características que vão lhe ajudar a entender um pouco mais sobre as divergências entre esses conceitos.

3.    Entenda a diferença entre cosméticos clean beauty, veganos, orgânicos e naturais

Como já citado anteriormente, os cosméticos clean beauty são livres de ingredientes tóxicos à saúde humana e ao meio ambiente, sendo comprovados, testados e seguros. Além disso, eles buscam ser o mais transparente possível, informando em seus rótulos todas as principais propriedades do produto.

Os cosméticos veganos, por sua vez, são aqueles que não contam com nenhum tipo de componente animal ou subproduto animal em seus ingredientes - ou até mesmo no próprio processo de fabricação. Sendo assim, eles podem sim ter componentes prejudiciais à saúde, como alergênicos, por exemplo, algo que não acontece com os clean beauty.

Já os produtos tidos como naturais são aqueles que contam tanto com ingredientes minerais quanto vegetais. Sendo assim, 95% de seus ingredientes precisam ser naturais para entrar nessa categoria. Além disso, eles também podem contar com alergênicos, o que os diferencia dos clean beauty.

E por último, saiba que os cosméticos orgânicos são aqueles que contam com matérias-primas orgânicas durante o cultivo e até mesmo antes dele. Dessa forma, toda a sua cadeia produtiva é qualificada e rastreada. Seus ingredientes podem ser naturais e minerais, são livres de GMO e não são testados em animais.

4.    Por que o clean beauty promete ser uma tendência?

O questionamento que muitas pessoas, inclusive empresários do ramo de cosméticos, estão se fazendo é: por que o clean beauty promete ser uma tendência? Afinal de contas, existem outros tantos conceitos de produtos de beleza, com o próprio vegano e orgânico, que também apresentam ideais semelhantes.

Acontece que, ao contrário das outras opções, o verdadeiro forte dos produtos clean beauty é a transparência com os consumidores. Sendo assim, a ideia de um cosmético que repassa ao usuário todo o seu processo de criação e desenvolvimento para que, então, este possa saber se realmente deseja comprá-lo.

A transparência é algo que vem sendo cada vez mais cobrado por grandes marcas ao redor do mundo, tanto no mercado de cosméticos quanto em outros. No entanto, este não é o único pilar por trás do conceito clean beauty, que também preza e muito pela ética na escolha dos ingredientes e qualidade dos mesmos.

Dito isso, escolher um produto clean beauty é ter certeza que todo o processo de desenvolvimento do cosmético foi ético. Além disso, é a garantia de que não haverá nenhum tipo de ingrediente tóxico, que possa causar alergias à sua pele ou, até mesmo, fazer mal para o meio ambiente.

CONHEÇA AQUI: Linha Rica de Marré by Vult

Vale a pena investir em produtos clean beauty?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a tendência de mercado que são os cosméticos clean beauty, talvez esteja se perguntando: será que realmente vale a pena investir nesses produtos? Afinal de contas, não são todas as marcas que estão trabalhando com esse conceito, o qual está sendo bem aproveitado por novas empresas.

O fato é que, sim, vale a pena investir em produtos clean beauty - seja hoje, amanhã ou quando a tendência já estiver concretizada. Isso porque estamos falando de uma categoria de cosméticos conscientes, pautados pela ética na escolha de ingredientes e que carrega uma certa preocupação com o usuário e o próprio meio ambiente.

Sendo assim, optar por produtos clean beauty é meio que ter um porto seguro dentro do ramo dos cosméticos. Ou seja, significa ter certeza que você está contribuindo, de certa forma, com um produto científico, testado, que não faz mal para o meio ambiente e que possui uma qualidade sem igual.

Quer descontos exclusivos em cosméticos?
Acesse nossa plataforma de cupom e resgate seu desconto hoje mesmo! É de graça.
resgatar meus descontos