Espinhas inflamadas: O que fazer?

Espinhas inflamadas: O que fazer?

21/10/2021

Se você já passou pela adolescência, ou ainda está passando, certamente teve que lidar com problemas relacionados à acne. É relativamente comum que tais erupções surjam nesse período da vida. No entanto, a incidência de espinhas inflamadas pode afetar pessoas das mais diferentes idades - e exige muita atenção.

Por mais que, no imaginário popular, cravos e espinhas estejam diretamente e quase que unicamente relacionados à adolescência, essa condição pode afetar diversas pessoas. A acne é uma doença que incide não apenas em adolescentes como, também, bebês recém-nascidos, adultos e idosos.

Além disso, nem todos os tipos de espinhas são iguais. Isso porque existem diferentes graus de incidência da acne, a qual possui características diversas que vão piorando conforme a gravidade. A inflamação de uma erupção, por exemplo, faz parte de uma das fases iniciais, mas, ainda assim, pode ser preocupante.

Neste artigo você irá aprender um pouco mais sobre o que são as espinhas inflamadas, quais suas características e, principalmente, como se formam. Além disso, falaremos também sobre cuidados que uma pessoa precisa ter para evitar a incidência desse tipo de acne, assim como produtos que auxiliam no combate.

Dito isso, pegue logo o seu caderno de anotações ou abra o bloco de notas do celular e venha conferir um pouco mais sobre o assunto.

O que são espinhas inflamadas?

Quem nunca se deu uma breve olhada no espelho e percebeu um ponto branco e inchado em alguma parte do rosto ou, até mesmo, do corpo, não é mesmo? Geralmente, o impulso que temos em situações como essas é justamente cutucar o local e, até mesmo, tentar espremer o que há dentro.

Seja antes ou depois disso, pode ser que um ponto que inicialmente era apenas um pouco inchado se torne muito maior e avermelhado. São as acnes que possuem essas características, inchadas e avermelhadas, que são chamadas de espinhas inflamadas - algo bastante recorrente em algumas pessoas.

Além disso, na grande maioria das vezes o local acometido por esse tipo de acne também fica um tanto quanto dolorido. Por isso, nesses casos, até mesmo um simples toque em cima da espinha já é motivo para dor. Lavar e secar o rosto, muitas vezes, também pode resultar no contato e em um estímulo doloroso.

Apesar de parecerem muito mais danosas do que os cravos comuns, as espinhas inflamadas também podem ser tratadas. Por mais que tenham uma aparência mais intimidadora, o método de tratamento é o mesmo das demais, envolvendo medicamentos e produtos específicos e, também, outras formas de limpeza da pele.

LEIA AQUI: Acnes e espinhas em 2021: como tratar

Como se forma uma espinha?

Antes mesmo de saber como surgem as espinhas inflamadas, é importante que você entenda o processo de formação da acne de uma maneira geral. Em suma, pode-se dizer que a incidência dessa condição está diretamente relacionada à produção de hormônios, sebo e a higiene da nossa pele.

A formação da acne é resultado de nada mais nada menos do que a obstrução dos poros por conta de sebo. O sebo, por sua vez, pode ser resultado de condições relacionadas às glândulas sebáceas, aumento do nível hormonal ou, até mesmo, o frequente contato entre superfícies sujas e a pele.

O fato é que a obstrução dos poros por sebo acaba formando os famosos cravos. Com isso, a oleosidade acumulada se torna um alvo para as bactérias, as quais acabam se alimentando e até mesmo se multiplicando pelo local - dando início, então, à formação das espinhas de uma maneira geral.

No entanto, nem todas as espinhas são iguais. As mais comuns costumam ser apenas o agravo dos cravos de uma maneira geral. No entanto, a forma como lidamos com essa condição pode fazer com que a erupção se agrave, a ponto de inflamar e, até mesmo, se tornar uma lesão maior.

O que leva a formação de uma espinha inflamada?

Um poro obstruído por sebo acaba se tornando um local apropriado para a incidência de bactérias, as quais resultam no surgimento de espinhas. Por mais que esse seja o processo mais comum, ele por si só não costuma ser suficiente para que as espinhas venham a ficar inflamadas de fato.

A formação de uma espinha inflamada pode se dar por uma série de motivos. A mais comum está justamente ligada a maneira como lidamos ou tratamos a acne. Isso porque, ao mexer muito em uma lesão na pele, você pode fazer com que uma inflamação no local acabe se desenvolvendo.

Sendo assim, as espinhas inflamadas costumam surgir quando uma pessoa mexe ou tenta espremer uma lesão já existente. Isso acaba danificando ainda mais a lesão na pele, fazendo com que o que antes era apenas um pequeno ponto branco se torne avermelhado e até mesmo doloroso.

Uma espinha inflamada, quando espremida, pode deixar cicatrizes no rosto da pessoa. E é justamente por isso que a indicação dos especialistas é de que, independentemente do grau de intensidade da acne, o paciente não tente espremê-la - visto que isso só irá piorar a sua aparência e, até mesmo, a cicatrização.

Como evitar espinhas inflamadas?

A dúvida de muitas pessoas quando o assunto é acne é justamente o que fazer para evitar o surgimento dessas lesões tão incômodas? Independentemente do grau da erupção, todas contam com um tratamento em comum para a prevenção, que é a garantia da limpeza e higiene da pele de uma maneira geral.

A principal forma de evitar o surgimento de espinhas inflamadas e comuns é através da limpeza da pele. Com isso, há a garantia de que os poros não venham a ficar obstruídos e que, por isso, não haja a incidência de bactérias no local, as quais levam a formação da incômoda lesão.

Sendo assim, é possível fazer uso de alguns produtos que ajudam no processo de limpeza da pele de uma maneira geral. Além disso, há outros cuidados que precisam ser tomados como, por exemplo, a não exposição extrema da pele ao sol, visto que isso pode gerar oleosidade e obstrução dos poros.

Para quando já há uma espinha e você não quer que ela fique inflamada, a melhor dica é justamente não mexer com ela. Sendo assim, evite tocar na espinha e, em hipótese alguma, tente espremê-la, visto que isso pode causar ainda mais danos a sua pele, deixando marcas escuras e cicatrizes.

Não utilize cosméticos e maquiagem em espinhas

É importante ressaltar que toda espinha comum merece a devida atenção e tratamento. Sendo assim, não se pode utilizar qualquer tipo de produto esperando que a acne venha a secar ou sarar de uma vez por todas. Esse, inclusive, é um erro que muitas pessoas cometem no combate a essas erupções.

Se você quer evitar a formação de espinhas inflamadas, é recomendado não aplicar nenhum cosmético em cima da acne. Afinal de contas, esse processo só irá levar a uma maior obstrução dos poros, o qual irá reter ainda mais substâncias inflamatórias como o sebo e a poeira.

Sendo assim, se você for passar um creme hidratante na pele, por exemplo, não aplique por cima das espinhas. Além disso, algo que muitas pessoas costumam fazer quando surge uma espinha é tentar escondê-la com nada mais nada menos do que base e maquiagem - o que é errado.

Não se deve utilizar maquiagem em um rosto acometido por espinhas, até que estas venham a sarar. Isso porque pó e base acabam obstruindo ainda mais os poros, levando a uma piora do processo inflamatório de uma maneira geral. Além disso, a retenção do sebo com o cosmético pode levar até mesmo a uma infecção do local.

Cuide da sua alimentação e rotina para evitar espinhas inflamadas

Para evitar o surgimento de espinhas inflamadas é importante que você cuide da sua alimentação e rotina de uma maneira geral. Afinal de contas, existem diversos tipos de alimentos que acabam sendo prejudiciais para a saúde da pele e podem levar a incidência de acne.

Pães, biscoitos e massas com farinha branca, por exemplo, são alimentos com alto índice glicêmico que podem causar a inflamação das glândulas sebáceas. Isso leva a um aumento da produção de sebo, logo, a obstrução dos poros e ao surgimento de cravos e espinhas em uma pele mais oleosa.

Os derivados da soja também são verdadeiros inimigos no combate a acne. Isso porque, em grandes quantidades, esses tipos de alimentos podem interferir na produção de hormônios femininos, tal qual o estrogênio. Dessa forma, é possível a incidência de um desequilíbrio nessa produção - a qual leva a incidência de cravos e espinhas.

Além disso, existem outros detalhes da rotina que são cruciais para que se possa evitar o surgimento de espinhas inflamadas. Uma delas é o uso de toalhas limpas e secas, assim como a troca frequente de fronhas, por exemplo, visto que estas podem acumular poeira e sujeiras que obstruem os poros.

7 melhores produtos contra espinhas inflamadas

O fato é que o mercado de cosméticos e produtos de higiene vem avançando a passos largos nos últimos anos. Com isso, existem diversas opções para pessoas que buscam manter uma maior qualidade da pele, ao mesmo tempo que querem combater e prevenir o surgimento de espinhas inflamadas.

Dito isso, confira os 7 melhores produtos contra espinhas inflamadas:

1.    Gel Secativo - Asepxia

Uma das melhores opções para quem busca combater não apenas espinhas inflamadas como também os mais variados tipos de acne é, sem sombra de dúvidas, o Gel Secativo da Asepxia. Como o próprio nome já indica, esse produto trabalha no sentido de secar as lesões da pele, eliminando-as.

O Gel Secativo da Asepxia é formulado com uma grande concentração de ativo antiacne. Dermatologicamente testado, ele ajuda a diminuir a vermelhidão de espinhas inflamadas. Basta aplicar em pequenas quantidades sob a lesão, por dois dias, que o produto irá agir e secar a erupção.

CONFIRA TAMBÉM: Espinhas no rosto: Causas e Como tratar

2.    Sabonete Líquido Antiacne - Granado

Outro produto excelente para quem busca prevenir o surgimento de cravos e espinhas inflamadas é o Sabonete Líquido Antiacne, da marca Granado. Esse produto, que conta com enxofre líquido, triclosan e ativos de ação antisséptica, é altamente indicado para pessoas com pele oleosa.

Isso porque ele regulariza a secreção sebácea e reduz a oleosidade excessiva da pele. Com isso, age no sentido de limpar a superfície, fazendo com que não haja o acúmulo de sebo e nem a obstrução dos poros para incidência das bactérias. Dessa forma, acaba prevenindo o surgimento da acne.

3.    Gel Limpeza Profunda Deep Clean - Neutrogena

O Gel Limpeza Profunda Deep Clean, da marca Neutrogena, é outro produto excepcional no combate a espinhas inflamadas. Como o próprio nome já indica, ele age no sentido de limpar a nossa pele de uma maneira geral, desobstruindo poros e prevenindo o excesso de oleosidade.

O produto da Neutrogena não apenas remove as células mortas da superfície da pele, as quais podem levar a obstrução dos poros, como também a suaviza e previne o ressecamento. Dermatologicamente testado, o Deep Clean é indicado para pessoas com peles mistas e oleosas.

4.    Sabonete Líquido Facial Anti Cravos e Espinhas - Protex

Um dos principais motivos para a formação de acne, como já citamos anteriormente, é o acúmulo de sebo e sujeira na pele. Sendo assim, é essencial garantir a limpeza da mesma, a qual pode ser feita de maneira fácil com o Sabonete Líquido Facial Anti Cravos e Espinhas, da marca Protex.

Esse produto é altamente indicado para pessoas com pele oleosa e mista. Ele age no sentido de eliminar as sujeiras que estão na superfície da pele, assim como o sebo e bactérias que obstruem os poros e levam a formação da acne de uma maneira geral.

5.    Gel Creme Hidratante Antiacne - Tracta

A Tracta é outra marca conhecida por produtos de altíssima qualidade que contribuem no combate a cravos e espinhas inflamadas. O Gel Creme Hidratante Antiacne da empresa de cosméticos é tido como ideal para pessoas com pele oleosa e acneica.

O produto não apenas hidrata como, também normaliza e acalma a pele, controlando a oleosidade e clareando manchas provenientes da acne. Ele contribui para a limpeza da pele de uma maneira geral, e o seu uso teve eficácia comprovada, através de testes clínicos, na redução da incidência de acne.

VEJA MAIS: 10 alimentos que causam espinhas

6.    Esfoliante Facial Anti Cravos e Espinhas - Protex

Outro produto bastante acessível que contribui para o combate da acne é o Esfoliante Facial Anti Cravos e Espinhas, da Protex. Dermatologicamente testado, ele age no sentido de fazer uma limpeza de camadas profundas da pele, garantindo a desobstrução dos poros de uma maneira geral.

Com isso, contribui para a prevenção do acúmulo de sebo e sujeira nos poros, os quais levam a formação de espinhas. Ele é indicado, sobretudo, para pessoas que possuem a pele bastante oleosa.

7.    Gel Secativo Rapid Clear - Neutrogena

E por último, um dos melhores produtos da Neutrogena para o combate de espinhas inflamadas é, sem sombra de dúvidas, o Gel Secativo Rapid Clear. Ele age justamente no sentido de secar a acne, melhorando a sua aparência.

Com ingredientes que não agridem ou irritam a pele, o produto reduz a vermelhidão das espinhas em até 8 horas. Além disso, ele não resseca a pele - deixando-a com uma aparência uniforme.

 

Referências:

Claudia. 7 tipos de alimentos que prejudicam muito a pele oleosa ou com acne. Disponível em: <https://claudia.abril.com.br/saude/7-tipos-de-alimentos-que-prejudicam-muito-a-pele-oleosa-ou-com-acne/>. Acesso em 13 de outubro de 2021.

Dermaclub. Espinha interna e inflamada: como cuidar? Dermatologista indica todos os cuidados para tratar a lesão de acne. Disponível em: <https://www.dermaclub.com.br/blog/noticia/espinha-interna-e-inflamada-como-cuidar-dermatologista-indica-todos-os-cuidados-para-tratar-a-lesao-de-acne_a9436/1>. Acesso em 13 de outubro de 2021.

Biblioteca Virtual em Saúde. Acne. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/249_acne.html#:~:text=Acne%20Grau%20I%3A%20apenas%20cravos,e%20bem%20inflamadas%20(cistos)>. Acesso em 13 de outubro de 2021.


Vergonha da sua Acne?
Conheça o plano de desintoxicação da pele que resolveu esse problema de uma vez por toda em meu rosto.
resolver esse problema