Espinhas no rosto: Causas e Como tratar

4/10/2021

Quando falamos em acne, a primeira coisa que nos vem à cabeça certamente é a imagem de espinhas no rosto. No entanto, a incidência dessa doença dermatológica se dá em diversos graus, as quais envolvem não apenas cravos e espinhas como também abscessos, os quais podem ser tratados e prevenidos.

O fato é que a acne de uma maneira geral está muito associada, para a grande maioria das pessoas, ao período da adolescência. Acontece que essa faixa etária não é a única que pode ser atingida por cravos e espinhas, visto que tal condição pode afetar tanto bebês recém-nascidos quanto adultos e crianças.

Apesar de ser considerado algo relativamente comum para o período da adolescência, as espinhas se formam por um motivo que pode ser combatido. Sendo assim, existem diversos tipos de tratamentos, que vão de pomadas e medicamentos mais complexos, para o tratamento da acne.

Neste artigo, você irá entender um pouco sobre o que é a acne e principalmente sobre como surgem as espinhas no rosto. Além disso, falaremos também sobre algumas dicas para evitar essas marcas tão incômodas e recomendar produtos que podem ser utilizados para o combate às erupções na pele.

Dito isso, pegue logo o seu caderno de anotações ou abra o bloco de notas do celular e venha conferir um pouco mais sobre o assunto.

Qual a relação da acne com espinhas no rosto?

Por mais que as pessoas acreditem que acne e espinhas no rosto são a mesma coisa, a situação não é bem assim. O fato é que uma está realmente associada a outra. No entanto, enquanto a acne é a doença dermatológica em si, as espinhas são apenas uma das manifestações dos graus de intensidade desta.

As espinhas no rosto são sintomas da incidência do segundo grau de acne, a qual conta também com pequenas lesões inflamadas, cravos e pontos amarelos de pus. Já o primeiro grau de acne, por exemplo, conta apenas com cravos - sem a presença de qualquer tipo de espinha em qualquer lugar.

No entanto, apesar de ser um dos sintomas do segundo grau de acne, as espinhas também marcam presença nos dois graus seguintes da doença. Nesse caso, são acompanhadas por outros sintomas como lesões maiores, mais profundas e dolorosas e, também, avermelhadas e bastante inflamadas, assim como abscessos.

Além disso, vale ressaltar que, por mais que o rosto seja o lugar de maior incidência de cravos e espinhas, ele não é o único. Diversas pessoas lidam com problemas de acne em outras partes do corpo, como a região das costas, por exemplo, assim como peito e até mesmo ombros.

LEIA AINDA: Acnes e espinhas em 2021: como tratar

Como surgem espinhas no rosto?

Para entender como surgem as espinhas no rosto é preciso saber, primeiramente, como se dá a incidência de acne. Essa doença dermatológica ocorre quando passamos a produzir sebo de forma excessiva, o qual acaba obstruindo os poros da pele que, por sua vez, se tornam lugares propícios para bactérias.

Quando ocorre somente a obstrução do poro, sem inflamação, o que temos na verdade são os cravos - pontos brancos ou pretos. No entanto, as bactérias presentes no poro obstruído podem se multiplicar e levar a uma inflamação do mesmo, que é quando surgem as espinhas - tanto no rosto quanto em outras partes do corpo.

Quando falamos em acne, o lugar mais comum para o surgimento de espinhas na grande maioria das pessoas é de fato no rosto. Isso acontece porque a pele do rosto é normalmente mais oleosa. Essa oleosidade, então, pode levar a obstrução dos poros e, logo, ao surgimento das erupções na pele.

Vale ressaltar ainda que o surgimento de espinhas no rosto não é necessariamente comum e, quando em grandes quantidades, merece atenção e tratamento. Sendo assim, em casos de aparecimento recorrente de acne, é recomendável que o paciente procure por um médico dermatologista para melhor encaminhamento sobre o assunto.

Em qual idade é comum ter espinhas no rosto?

Quando falamos em espinhas no rosto, é importante quebrar duas crenças que são levadas a sério por muitas pessoas. A primeira é justamente a de que o surgimento de espinhas pode ser considerado algo comum, quando na verdade não necessariamente é. E o segundo, é a crença de que a acne é algo que atinge somente adolescentes.

De fato, a adolescência é o período em que a incidência de cravos e espinhas no rosto é considerada mais “comum”. Isso se deve ao fato de que a produção de hormônios sexuais ocorre justamente nessa faixa etária, cuja idade costuma variar de pessoa para pessoa, o que acaba contribuindo para o surgimento de acne.

O nível hormonal de uma pessoa pode resultar na maior produção de sebo e oleosidade. Isso, logo, pode levar a uma obstrução dos poros da pele que, quando atingidos por bactérias, acaba resultando no surgimento de espinhas. Estas, por sua vez, costumam ocorrer a partir dos 11 anos de idade.

No entanto, por mais que a adolescência seja de fato o período onde se registra uma possível maior incidência de cravos e espinhas, pessoas de outras idades também estão sujeitas a essa condição. Mulheres podem contar com espinhas no rosto durante o período pré-menstrual, por exemplo, e pessoas que ficam muito expostas ao sol também.

DESCUBRA: Por que maquiagem causa espinha?

Dicas para evitar o surgimento de espinhas no rosto

Engana-se quem pensa que é preciso recorrer a diversos procedimentos para evitar o surgimento de espinhas no rosto. Na verdade, a inclusão de algumas ações simples em seu dia-a-dia podem contribuir e muito no sentido de prevenir o aparecimento da acne, principalmente na região da face.

Dito isso, confira logo algumas das principais dicas para evitar o surgimento de espinhas no rosto:

1.    Lave o rosto de forma adequada

Como já citamos anteriormente, o surgimento de cravos e espinhas no rosto é decorrente da obstrução de poros, os quais são acometidos por bactérias. A oleosidade da pele, inclusive, pode levar a isso. Sendo assim, lavar o rosto de forma adequada é essencial para prevenir o aparecimento de acne.

Isso porque um rosto mal higienizado, não lavado e com o acúmulo de sujeiras, se torna muito mais propenso a incidência de acne. Dessa forma, lave a sua face com um sabonete especial, garantindo a limpeza dos poros e desobstrução dos mesmos, antes que ocorra a formação de cravos ou espinhas.

2.    Beba bastante água

É chover no molhado falar sobre a importância de beber uma grande quantidade de água por dia. No entanto, algo que você talvez não saiba é que consumir bastante água todos os dias é uma forma de se prevenir do surgimento de cravos e espinhas no rosto - e em outras partes do corpo também.

Isso porque, bebendo água, você se manterá hidratado, e isso é essencial para a qualidade da pele também. O certo é que você beba, pelo menos, dois litros de água todos os dias para manter uma boa saúde.

3.    Se alimente de forma saudável

O fato é que não são apenas as mudanças hormonais repentinas que podem resultar no surgimento de cravos e espinhas. Na verdade, o consumo de alguns alimentos em específicos, como os que possuem alto índice glicêmico, também contribuem e muito para a incidência de acne.

Sendo assim, um passo essencial para quem busca combater de vez os cravos e espinhas no rosto é manter uma alimentação saudável. O ideal é consultar um nutricionista que poderá passar a orientação de uma nova dieta, a qual certamente precisará ser regada a base de muitas verduras e legumes.

Alimentos naturais e mais saudáveis, como as frutas, verduras e legumes, ajudam a combater o envelhecimento da pele e também renovam as células da epiderme. Algumas comidas específicas, inclusive, contam com substâncias antioxidantes que ajudam a combater as bactérias presentes na pele.

4.    Faça esfoliações com uma certa frequência

Quem está por dentro das rotinas de skin care sabe muito bem o quão importante é uma esfoliação para a saúde e beleza da pele. No entanto, algo que você talvez não saiba é que esse simples procedimento também pode ajudar a prevenir a incidência de cravos e espinhas no rosto.

Isso porque a esfoliação ajuda justamente a remover as células mortas presentes na pele, as quais contribuem para a incidência de bactérias. Sendo assim, removendo-as, diminui a chance do acúmulo de bactérias em poros obstruídos, resultando em uma redução de cravos e espinhas.

A esfoliação pode ser realizada com uma série de produtos diferentes, desde sabonetes até cremes específicos. Realizar esse processo uma vez por semana pode lhe ajudar e muito a ter bons resultados em relação a saúde da sua própria pele.

5.    Troque as fronhas com frequência

E se eu lhe disser que até mesmo as suas fronhas podem contribuir para a incidência de cravos e espinhas? Pois é, pode até parecer maluquice, mas o fato é que usar a mesma fronha por muito tempo pode acabar prejudicando a saúde da sua pele - e eu vou lhe explicar o porquê.

É comum que, com o tempo de uso contínuo, as fronhas comecem a acumular resquícios de produtos de cabelo, bactérias e até mesmo poeira. Sendo assim, quando deitamos para dormir esses componentes acabam entrando em contato direto com a nossa pele, deixando-a muito mais oleosa.

Com isso, pode ocorrer a obstrução dos poros e, como já falamos diversas vezes, a incidência de bactérias que levam a formação de cravos e espinhas. Sendo assim, o ideal é que você realize a troca de suas fronhas com uma certa frequência, a cada cinco dias ou até menos.

6.    Utilize cremes específicos

Não há como falar em prevenção contra cravos e espinhas no rosto sem falar em bons hábitos de skin care. Afinal de contas, a limpeza e tratamento da pele é essencial para que não haja o acúmulo de oleosidade e bactérias que acabam resultando na incidência de acne de uma maneira geral.

Sendo assim, se você busca se prevenir contra a acne, é importante recorrer a alguns cremes e produtos específicos para isso. Existem diversos cosméticos que atuam no sentido de limpar a pele e desobstruir os poros antes mesmo que ocorra a formação de cravos e espinhas.

7.    Jamais esprema cravos e espinhas

Outra dica importante, para quem volta e meia conta com o surgimento de erupções na pele, é jamais espremer cravos e espinhas. Independentemente do quão tentador seja, e para muitos pode ser bastante, não se deve de forma alguma tentar espremer qualquer tipo de acne por conta própria.

Afinal de contas, isso pode fazer com que a situação da espinha se torne apenas pior, deixando manchas ou, até mesmo, ficando mais vermelha e dolorida. Em alguns casos, as bactérias presentes na mão podem fazer com que a situação da espinha em si piore, trazendo efeitos negativos para a pele.

LEIA TAMBÉM: Acnezil funciona? Pomadas para Acne Resenha

5 pomadas que quem tem espinhas no rosto precisa usar

Se você seguiu todos os métodos comuns de prevenção contra acne e, mesmo assim, volta e meia, percebe uma lhe incomodando, talvez seja hora de apelar para algum produto dermatológico. Afinal de contas, existem diversas pomadas que ajudam na melhora de quem tem espinhas no rosto. Confira:

1.    Gel Secativo - Asepxia

Não é segredo para ninguém que a Asepxia conta com alguns dos melhores produtos para tratamentos de pele. No entanto, o que poucas pessoas sabem é que a marca possui um gel específico para quem sofre com espinhas no rosto ou em outros lugares do corpo.

O Gel Secativo Asepxia é um produto acessível e que contribui para o combate da acne. Ele age no sentido de secar as espinhas em até dois dias, um período bastante curto. Tudo isso por causa de sua fórmula, a qual conta com uma grande concentração de ativo antiacne.

2.    Gel Secativo Rapid Clear Facial - Neutrogena

Outro produto bastante interessante para quem busca acabar com as espinhas no rosto é o Gel Secativo Rapid Clear Facial, da marca Neutrogena. Sua fórmula conta com componentes que ajudam a melhorar a aparência da pele de uma maneira geral.

Além disso, ele também auxilia no combate a acne no sentido de reduzir a vermelhidão das espinhas em até oito horas. Vale ressaltar que os ingredientes utilizados nesse produto não ressecam ou irritam a pele.

3.    Acnezil

Um dos produtos mais conhecidos para o tratamento de cravos e espinhas no rosto é sem sombra de dúvidas o Acnezil. Esse gel é feito à base de Peróxido de Benzoíla, uma substância que age no sentido de combater as bactérias presentes no rosto.

Sendo assim, o Acnezil elimina as bactérias que se formam nos poros obstruídos pela oleosidade da pele. Dessa forma, contribui e muito para o combate à cravos e espinhas de uma maneira geral.

4.    Gel Creme Hidratante Antiacne - Tracta

Engana-se quem pensa que a Tracta conta apenas com produtos completamente estéticos. Na verdade, a marca conta com um dos cremes mais interessantes no combate a cravos e espinhas, o Gel Hidratante Antiacne.

Este produto possui uma textura gel creme que é de rápida absorção, sendo considerado ideal para pele acneica e oleosa. Ele ajuda também a hidratar, acalmar e normalizar a pele, controlando a oleosidade e clareando manchas provenientes da acne. Vale ressaltar ainda que o Gel Creme da Tracta teve eficácia comprovada na redução de cravos e espinhas.

5.    Gel de Limpeza Acne Proofing - Neutrogena

E por último, não temos como deixar de falar do Gel de Limpeza Acne Proofing da marca Neutrogena. Esse produto tem efeitos bastante positivos no combate a cravos e espinhas no rosto, contando com uma fórmula à base de ácido salicílico.

Ao mesmo tempo que não agride a barreira natural da pele, o produto da Neutrogena também estimula a construção de um escudo natural que ajuda a prevenir crises de acne. Tudo isso sem causar irritações na pele.

 

Referências:

Gazeta do Povo. Idade de quem sofre com acne passa dos 14 para 11 anos, indica estudo. Disponível em: < https://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/saude-e-bem-estar/acne-na-pre-adolescencia-espinhas-cuidados-tratamentos/>. Acesso em 30 de setembro de 2021. Tratamentos e causas para a pele com acne

Biblioteca Virtual em Saúde. Acne. Disponível em: < https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/249_acne.html#:~:text=Acne%20Grau%20I%3A%20apenas%20cravos,e%20bem%20inflamadas%20(cistos)>. Acesso em 30 de setembro de 2021.

Unhas quebradiças ou queda de cabelo?
Conheça o VitHair - Complexo vitamínico com Biotina que fortalece seu cabelo e suas Unhas
Comprar com desconto