O que é acne? Tudo sobre e Como Tratar

13/9/2021

É provável que, em algum momento da vida, você já tenha tido que lidar com algumas espinhas. Esse é um acontecimento bastante comum na adolescência, mas que conta com casos brandos e severos. No entanto, é preciso entender primeiramente o que é a acne para, então, conhecer as causas por trás dessa incômoda condição.

A acne é nada mais nada menos do que espinhas e cravos que surgem em diferentes pontos do corpo, sobretudo, no corpo, em decorrência de um processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilosebáceos. Pode até parecer que eu estou falando grego, mas a explicação para isso, a qual você verá logo a seguir, é bastante simples.

Apesar de estar muito associada ao período da adolescência, a acne pode atingir pessoas de diferentes faixas etárias, da adolescência à vida adulta. Além disso, o surgimento de cravos e espinhas pode estar associado a uma série de fatores, visto que existem diversos motivos que podem levar a este incômodo.

Vale ressaltar ainda que, por mais que possa estar presente em pessoas de diferentes idades, a acne possui, em via de regra, características bastante semelhantes. Todas são caracterizadas por lesões na pele, erupções que causam pequenos ferimentos, os quais podem inflamar e ficar doloridos e avermelhados.

Neste artigo, você irá entender um pouco mais sobre como se dá o surgimento da acne, os principais motivos por trás dessa condição e, também, como se prevenir e tratar os cravos e espinhas. Dito isso, pegue logo o seu caderno de anotações ou abra o bloco de notas do celular e venha conferir mais sobre o assunto.

Como surge a acne?

Quando eu falei que os cravos e espinhas são resultados de um processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilossebáceos, talvez você não tenha entendido muita coisa, não é mesmo? No entanto, saiba que a explicação por trás do aparecimento da acne é muito mais simples, na grande maioria das vezes, do que parece.

A acne é uma lesão na pele que surge por conta do aumento da produção de sebo em nosso corpo, as quais são produzidas pelas glândulas sebáceas. Esse sebo resulta em um excesso de oleosidade nas camadas da pele, o qual faz com que os nossos poros fiquem obstruídos - por conta da grande quantidade de sebo.

Essa obstrução dos poros por sebo faz com que a proliferação de bactérias no local aumente bastante. Isso porque o excesso de oleosidade torna o local obstruído dos poros muito mais propício não apenas para a permanência dessas bactérias como, também, para a reprodução das mesmas.

Essa obstrução e proliferação de bactérias acaba resultando nos cravos, também chamados de comedões. No entanto, quando ocorre uma inflamação no local, a situação evolui para uma espinha, a qual costuma ser avermelhada e dolorida. Além disso, como já citado anteriormente, existem graus e níveis para descrição da acne.

DESCUBRA: Por que maquiagem causa espinha?

Quais são os sintomas da acne?

Para entender os principais sintomas da acne, é importante compreender como se dá a incidência dessa condição. A aparição de cravos e espinhas, na grande maioria das vezes, está associada aos hormônios sexuais, os quais são produzidos na puberdade e causam diversas alterações na pele.

Chamados de andrógenos e estrógenos, esses hormônios são produzidos tanto pelos homens quanto pelas mulheres. Os andrógenos são responsáveis pelo início do funcionamento das glândulas sebáceas que, como já vimos, podem causar o excesso de produção de sebo e resultar na aparição de acne.

Existem diversos sintomas da acne. Os mais comuns são os cravos; pápulas, ou seja, espinhas sólidas e duras; pústulas, espinhas mais inflamadas, com a presença de pus; nódulos, lesões inflamadas que atingem camadas mais profundas da pele; e cistos, que se expandem em camadas ainda mais profundas e podem causar dores e cicatrizes.

Enquanto os cravos são caracterizados por serem pontos secos e duros, geralmente em áreas oleosas do corpo, as espinhas podem ser mais “moles” e avermelhadas. A inflamação faz com que elas sejam dolorosas ao toque. Já os nódulos e cistos, são caracterizados por serem lesões maiores, muito mais inchadas e doloridas.

Quais são os tipos de acne?

Como já citamos anteriormente, existem diversos tipos de acne, os quais geralmente são caracterizados por grau. Quanto maior for o grau, em suma, pior será não apenas o estado da acne como, também, pode ser a sua incidência pelo corpo, com diferentes formas de aparência e também mais ou menos doloridas.

Além disso, vale ressaltar que a acne não aparece apenas no rosto. Apesar deste ser o local mais comum para o surgimento de cravos e espinhas, por ser uma área normalmente mais oleosa, sobretudo na adolescência, outras partes do corpo também podem contar com a incidência da acne.

Isso porque a produção excessiva de sebo por parte das glândulas sebáceas também afeta outras regiões do corpo. Sendo assim, não é incomum você ver uma pessoa que possui bastantes cravos e espinhas na região das costas, por exemplo. Além disso, nódulos e cistos são comuns de aparecerem fora do rosto também.

Dito isso, confira logo os principais tipos de acne existentes:

1. Acne do recém-nascido

É bastante provável que você já tenha visto algum bebê que tenha pequenas bolinhas espalhadas pelo rosto. Na grande maioria das vezes, isso é nada mais nada menos do que a acne neonatal ou acne do recém-nascido, algo comum entre os pequenos e que costuma ocorrer entre a terceira e a quarta semana de vida, podendo durar até os seis meses.

No entanto, muitas pessoas não entendem exatamente como surge a acne do recém-nascido. Lembram que é o excesso de produção de sebo, por parte das glândulas sebáceas, que pode resultar na acne? Pois então, por mais que estejam associadas a hormônios da puberdade, essas glândulas estão presentes em nosso corpo desde o nascimento.

Ainda assim, o surgimento de acne em bebês recém-nascidos pode ser decorrente de uma predisposição genética. Isso se dá justamente por conta dos hormônios maternos, os quais são liberados durante a gestão e na hora do parto, causando então aquelas pequenas bolinhas vermelhas nos pequenos.

Essas espinhas costumam ser bastante numerosas, se concentrando justamente no dorso nasal, bochechas e lábio superior, mas podendo incidir em todo corpo. Vale ressaltar que não se deve espremer de jeito nenhum a acne em crianças, visto que isso pode inflamar o ponto e causar dores e manchas no bebê.

2. Acne grau 1

Agora começamos a entrar nos níveis de acne. A mais comum delas, chamada de acne comedônica ou de grau 1, é composta justamente por cravos, os quais podem ser abertos ou fechados. Sendo assim, esses cravinhos podem estar tanto com aquela pequena pontinha preta ou branca para fora, como também ser apenas um pontinho minúsculo.

A acne de grau 1 costuma aparecer principalmente na região do rosto de uma maneira geral, a qual é, normalmente, mais oleosa. Sendo assim, esses cravinhos surgem especialmente no nariz, na testa, no queixo e nas bochechas - sendo, às vezes, bastante numerosos.

Esse tipo de acne pode ocorrer logo a partir dos nove anos de idade. Apesar de ser relativamente comum entre os adolescentes, eles também aparecem em jovens, pessoas adultas e até mesmo idosos. Sendo assim, não é tão incomum você encontrar alguém de mais idade com bastantes cravos em alguma parte do rosto.

3. Acne grau 2

Também chamada de acne pápulo pustulosa, a acne de grau 2 é aquela que apresenta bolinhas vermelhas na pele, assim como alguns pontos de pus e cravos. Ou seja, é o grau em que começam aparecer as espinhas, as quais, em alguns casos, podem ser inchadas e relativamente doloridas.

Vale ressaltar que, muitas vezes, a acne de grau 2 é nada mais nada menos do que uma acne de grau 1 não tratada. Ela é caracterizada por erupções avermelhadas e inflamadas na pele e, por isso, pode surgir pus em alguns pontos.

Além disso, esse tipo de acne é bastante comum no período da adolescência, por conta do início de produção dos hormônios sexuais, os quais podem contribuir para a produção excessiva de oleosidade através das glândulas sebáceas. No entanto, espinhas do gênero também podem aparecer em jovens adultos.

4. Acne grau 3

É a partir da acne de grau 3 que a situação dos cravos e espinhas começa a ficar um pouco mais séria. Apesar de poderem ser doloridas no grau anterior, sendo sujeito e até mesmo necessário tratamentos para não evolução, a situação piora quando se chega na acne nódulo cística.

Esse tipo de acne é caracterizado pela formação de nódulos e cistos inflamados, os quais são geralmente bolas inchadas e bastante dolorosas ao toque. De forma mais popular, a acne de grau 3 também pode ser chamada de espinhas internas, e não possuem aquela erupção para fora como vimos no grau anterior.

Ela também pode incidir tanto em adolescentes quanto em jovens adultos, sendo necessário tratamento para que não haja evolução. Na maioria das vezes, esse tipo de acne se mostra muito mais doloroso do que os anteriores.

5. Acne grau 4

Há também a acne de grau 4, também conhecida como acne conglobata. Essa, por sua vez, é caracterizada pela presença de lesões muito maiores, as quais contam também com grande saída de secreção. Nesse caso, é muito mais provável a formação de cicatrizes, com pontos manchados e danificados.

Esse tipo de acne conta com nódulos e cistos inflamados, os quais ficam muito próximos uns dos outros. É justamente por isso que eles podem se juntar e formar uma lesão maior e mais robusta.

As pessoas que estão mais sujeitas a apresentar esse tipo de acne são os adolescentes do sexo masculino. É uma acne mais avançada e que, geralmente, exige um tratamento muito mais consistente.

VEJA TAMBÉM: Acne hormonal: O que é e como tratar?

Como é o tratamento de acne?

É essencial que o tratamento para acne seja feito logo a partir da incidência de cravos e espinhas. A ideia de que essa é uma questão comum e que some com o tempo já não é mais tão válida, visto que ela pode evoluir e não apenas causar prejuízos estéticos, com manchas e cicatrizes, como danificar a pele e resultar em problemas psicológicos.

O tratamento para acne irá depender sobretudo de uma análise da gravidade da mesma. No entanto, saiba que existem diversos tipos de tratamentos disponíveis atualmente. Muitos são feitos através de cremes, géis, sabonetes, os mais comuns para casos menos graves, e antibióticos orais, assim como isotretinoína.

Em alguns casos, o dermatologista também poderá recomendar ao paciente com acne tratamentos complementares. Nesse caso, há a extração de cravos, punção ou drenagem de espinhas, nódulos e pseudocistos, infiltração de medicações e, até mesmo, o uso de corticoides.

Existem também alguns tratamentos para cicatrizes e redução de manchas, através de peelings ou procedimentos a laser ou com ácido hialurônico. Independentemente do nível, é extremamente importante que a pessoa com acne não tente espremer as espinhas, visto que isso poderá resultar em maiores dores, inflamações e cicatrizes.

Cuidados para evitar o surgimento de acne

Por mais que, quando vemos uma espinha, sentimos aquele impulso de tentar espremê-las, o fato é que não devemos. Na verdade, existem diversas atitudes que podem ser adotadas para evitar o surgimento de acne, evitando também situações como essa de não se controlar e partir para espremer.

Em situações mais comuns, uma das melhores maneiras de se evitar o surgimento de cravos e espinhas é através de rotinas adequadas de skincare. Para isso, é preciso entender as características da pele e buscar por produtos ideais, como géis, cremes, hidratantes e filtros solar que promovam uma limpeza adequada.

Por mais que peles secas e mistas também possam contar com o aparecimento de espinhas, muitas vezes essas são causadas pelo excesso de oleosidade. Sendo assim, é importante manter sempre a pele limpa, seja com sabonete, água ou produtos específicos, a fim de desobstruir os poros.

Quais são os fatores de risco da acne?

O aparecimento de cravos e espinhas pode estar associado tanto a hábitos práticos do dia-a-dia como, também, às situações psicológicas. Sendo assim, é importante ressaltar que existem alguns tantos fatores de risco da acne, os quais devem ser evitados para manter a saúde da pele.

A exposição exagerada ao sol pode deixar a sua pele mais oleosa e fazer com que mais cravos e espinhas surjam. Da mesma forma, o uso frequente de tabaco e dietas ricas em açúcar também são fatores de risco para o aparecimento da acne.

Além disso, saiba que o estresse também pode resultar no surgimento dos tão incômodos cravos e espinhas. Isso porque, geralmente, em situações assim, passamos por alterações hormonais, as quais podem resultar na produção excessiva de sebo e, logo, a obstrução dos poros.

É justamente por isso que disfunções hormonais também estão classificadas como fatores de risco para a acne, assim como a própria predisposição genética. Hábitos como manipular o rosto frequentemente, ou mexer em cicatrizes, também pode incidir em uma pele mais oleosa e propícia para o aparecimento de cravos e espinhas.

Como é feito o diagnóstico da acne?

Convenhamos que não é muito difícil dizer se uma pessoa tem ou não acne. Isso porque, em suma, essa é uma condição que está extremamente atrelada a estética, visto o surgimento de pontos vermelhos ou protuberâncias na pele de uma maneira geral.

No entanto, o diagnóstico da acne é feito através de uma avaliação essencialmente clínica, por meio de um médico dermatologista. Uma única consulta com esse profissional é o suficiente para que seja determinado o grau da acne e, também, o tratamento mais adequado para a condição.

10 produtos para tratar acnes

Nos dias de hoje, o mercado de cosméticos de uma maneira geral vem trabalhando com produtos estéticos voltados para a prevenção e tratamento de cravos e espinhas. Sendo assim, existem muitos cremes, géis, sabonetes, pomadas e protetores que são extremamente úteis para tratar acnes. Confira 10 exemplos:

1. Gel de Limpeza Acne Proofing - Neutrogena

O Gel de Limpeza Acne Proofing é um dos principais exemplos quando o assunto são produtos para tratar a acne. Esse produto trabalha no sentido de não agredir a barreira natural da pele, ao mesmo tempo que estimula a construção de um estudo natural que previne novas crises de acne.

Além disso, o Gel de Limpeza Acne Proofing também conta com uma máxima concentração de ácido salicílico, o qual combate a bactéria causadora de espinhas. Sendo assim, ele também contribui para uma melhora de aparência, corrigindo marcas deixadas por espinhas e protegendo a hidratação natural da pele.

2. Gel Secativo para espinhas - Nupill

Quem busca um efeito simples e prático para tratar espinhas deve ao menos considerar utilizar o Gel Secativo para espinhas da linha derme control, da Nupill. Livre de óleos, esse produto é conhecido justamente pela sua rápida absorção e máxima eficácia, indicado para peles mistas e oleosas.

Ele age no sentido de secar as espinhas existentes na pele. Isso graças a uma fórmula enriquecida com ácido salicílico e aloe vera. É um produto transparente e extremamente útil para quem busca se livrar de maneira rápida das espinhas que surgem.

CONFIRA AQUI: 13 dicas para minimizar os efeitos do Roacutan

3. Sabonete Facial Deep Clean Grapefruit - Neutrogena

A limpeza do rosto para tratamento e prevenção de acne é essencial para quem busca uma maior saúde da pele. E é justamente para isso que serve o Sabonete Facial Deep Clean Grapefruit, da marca Neutrogena, o qual propõe uma redução de 99% das impurezas da pele após uso.

Esse produto da Neutrogena conta com ingredientes que não ressecam ou irritam a pele, deixando-a bastante leve e livre de oleosidade. É indicado para ser usado diariamente, no sentido de prevenir a obstrução dos poros, evitando a presença da acne.

4. Gel Creme Hidratante Antiacne - Tracta

O Gel Creme Hidratante Antiacne da marca Tracta também é uma ótima opção para quem busca tratar e prevenir cravos e espinhas. Esse produto conta com uma textura de gel creme que proporciona rápida absorção, sendo ideal para pessoas com pele acneica e, também, oleosa.

O Gel Creme da Tracta não apenas hidrata como, também, acalma e normaliza a pele, controlando a oleosidade. Ele possui o efeito de clarear as manchas provenientes dos cravos e espinhas, deixando a pele muito mais uniforme.

5. Gel de Limpeza Profunda Deep Celan - Neutrogena

E cá estamos nós falando novamente dos produtos da Neutrogena para o combate e tratamento da acne. Um dos melhores da marca é justamente o Gel de Limpeza Profunda Deep Clean, o qual é altamente indicado para peles oleosas e mistas.

Esse produto não apenas ajuda a remover as células mortas da superfície da pele como, também, suaviza a mesma a fim de não deixá-la ressecada. Ele age no sentido de prevenir o surgimento da acne, através da desobstrução dos poros.

6. Gel Secativo - Asepxia

A Asepxia é uma marca já conhecida para o tratamento de cicatrizes, por exemplo. No entanto, uma coisa que muitas pessoas não sabem é que ela conta também com produtos que ajudam a tratar a acne.

Esse é o caso do Gel Secativo, altamente indicado para o tratamento da acne. Ele é todo formulado com uma alta concentração de ativo antiacne, e promete secar espinhas em até dois dias de uso.

7. Sabonete Facial Antiacne - Tracta

Uma das maneiras mais simples de se prevenir e tratar a acne é através da limpeza diária, no período da manhã e noite. É para isso que serve o Sabonete Facial Antiacne da Tracta, que é altamente indicado para peles oleosas e com cravos e espinhas.

Esse produto da Tracta limpa, refresca e purifica a pele de uma maneira geral. Age no sentido de limpar a pele a fim de retirar o excesso de oleosidade na mesma, deixando os poros livres.

8. Acnezil - Cimed

O Acnezil, da marca Cimed, é outro produto essencial para quem busca tratar a acne. Ele age de maneira simples e rápida, contribuindo para eliminar as células mortas que obstruem os poros e resultam na formação de cravos e espinhas.

9. Esfoliante Facial Anti Cravos e Espinhas - Protex

A Protex também conta com um excelente produto para quem busca tratar a acne de uma maneira geral. Eu estou falando do Esfoliante Facial Anti Cravos e Espinhas da marca, que promove uma limpeza e esfoliação profunda da pele.

Esse produto age no sentido de controlar o excesso de oleosidade da pele. Sendo assim, contribui para que não haja a obstrução dos poros, mantendo a pele sempre limpa e saudável.

10. Kit Anti-Acne - Hidramais

E por último temos um combo de produtos que pode lhe ajudar e muito a tratar a acne. Estou falando do Kit Anti-Acne da marca Hidramais, que conta com três itens essenciais para o tratamento de cravos e espinhas.

O kit da Hidramais conta com um Gel de Limpeza Facial, indicado para o controle diário de oleosidade, um Fluído Purificante Facial, que equilibra a pele, purifica os poros e previne o aparecimento de cravos, e um Gel Secativo, indicado para secar as espinhas. São três passos para uma pele melhor e livre de acne.

 

 

REFERÊNCIAS:

ABRIL. Acne: o que é, tratamentos, sintomas e principais causas. Disponível em: <https://saude.abril.com.br/medicina/acne-o-que-e/>. Acesso em 10 de setembro de 2021.

CLAUDIA. Conheça os 4 graus da acne e saiba como cada um deve ser tratado. Disponível em: <https://claudia.abril.com.br/saude/conheca-os-4-graus-da-acne-e-saiba-como-cada-um-deve-ser-tratado/>. Acesso em 10 de setembro de 2021.

DRAUZIO VARELLA. Dicas para evitar acnes. Disponível em: <https://drauziovarella.uol.com.br/dermatologia/dicas-para-evitar-acnes/>. Acesso em 10 de setembro de 2021.

METRÓPOLES. Médica ensina como evitar o aparecimento de espinhas em cada tipo de pele. Disponível em: <https://www.metropoles.com/vida-e-estilo/beleza/medica-ensina-como-evitar-o-aparecimento-de-espinhas-em-cada-tipo-de-pele>. Acesso em 10 de setembro de 2021.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Acne. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/acne/23/>. Acesso em 10 de setembro de 2021.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Tratamento da Acne. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/procedimentos/tratamento-da-acne/14/>. Acesso em 10 de setembro de 2021.


Unhas quebradiças ou queda de cabelo?
Conheça o VitHair - Complexo vitamínico com Biotina que fortalece seu cabelo e suas Unhas
Comprar com desconto