Protetor solar: qual a importância e qual o melhor tipo para sua pele?

1/2/2021

O protetor solar é importante para evitar o câncer de pele, que é um dos mais comuns no Brasil. As pessoas não se cuidam e acabam contraindo essa doença, sendo um claro efeito do tempo. Aliás, os cuidados devem começar quando ainda somos jovens, para chegarmos tranquilos na idade adulta.

Não basta apenas utilizar protetor solar, é preciso escolher um que esteja de acordo com as condições da sua pele, para que a eficácia seja maior. É isso que iremos explicar a seguir, existem diversos fatores que devem ser levados em consideração no momento da escolha deste produto.

O filtro solar indicado para quem tem a pele oleosa não é o mesmo recomendado àquelas que possuem a pele seca. Quem tem a pele branca não deve utilizar o mesmo protetor do que aquelas que possuem a pele negra. Fazendo a escolha correta o corpo fica mais protegido e a pele não sofre com o sol.

Além disso, também iremos falar sobre outras questões que costumam gerar dúvidas. Qual é a importância do fator de proteção? Existe diferença do protetor solar do rosto para o do corpo? Devo fazer a utilização durante o inverno? Iremos responder essas e outras questões. Veja mais sobre o protetor solar a seguir.

Qual a importância do protetor solar?

Hoje em dia existem diversas campanhas estimulando a utilização de protetor solar, além é claro das ações publicitárias desenvolvidas pelas marcas fabricantes do produto. A utilização do filtro solar é importante para evitar o câncer de pele. É óbvio que se você ficar um dia sem utilizar o protetor não terá câncer, mas ao longo do tempo faz diferença.

Você já deve saber, mas talvez não coloque em prática, a utilização deve ser feita todos os dias ao sair de casa, não apenas quando o sol está forte, com a temperatura rachando. Dermatologistas afirmam que a eficácia da aplicação está relacionada com a dosagem e com os níveis de proteção. Ou seja, é preciso escolher um que seja adequado para sua cor e tipo de pele.

Todas as pessoas devem utilizar protetor solar, desde bebês até idosos. Principalmente quando a exposição ao sol é maior. Se você sai de casa de carro ou pega o ônibus e vai até o trabalho, não precisa ter tanto medo, mas se for sair na rua para fazer compras, por exemplo, ou fica por alguns minutos exposto ao sol, não esqueça do filtro.

Não podemos deixar de falar sobre a vermelhidão da pele. Quem não faz a aplicação correta e se expõe no sol, principalmente nas praias, tende a ficar com o corpo todo vermelho. Isso é péssimo para a pele e deve ser evitado, a reaplicação também é muito importante nestas situações.

Protetor solar e filtro solar são a mesma coisa?

O filtro solar é indispensável para a rotina de skincare (saiba mais sobre essa rotina), já que ele é ideal para combater efeitos prejudiciais causados pelos famosos raios UV. Filtro solar e protetor solar são considerados sinônimos, mas podem ser divididos em dois grupos. 

Eles são ótimos para evitar que a pele seja atingida diretamente pela radiação solar, que pode trazer diversos problemas para a pele ao longo dos anos.

Alguns especialistas preferem utilizar o termo filtro apenas para os produtos que reduzem a agressão do sol na pele. Já a palavra protetor é utilizada para a proteção da pele contra a exposição aos raios ultravioletas. Podemos dizer que são a mesma coisa, mas como existem diversas variedades deste cosmético, é possível classificá-los.

Se filtro solar e protetor solar são a mesma coisa, o bloqueador solar não. Ele possui a mesma função, que é proteger a pele contra as ações do sol, porém, apresenta algumas características diferentes na sua formação. 

Especialistas indicam que os bloqueadores são produtos que impedem qualquer penetração do sol na pele. Geralmente estes produtos possuem óxido de zinco e dióxido de titânio na composição.

Existe diferença no protetor solar para corpo e para rosto?

A rotina diária deve incluir a aplicação de protetor solar antes de sair de casa. Isso vai ajudar a deixar a sua pele mais bonita e saudável, já que o sol terá menos efeito contra ela. A conscientização está cada vez maior. Só que surge uma dúvida bem comum: o protetor utilizado no rosto é o mesmo do que para o corpo? Tem algum problema se eu usar o mesmo produto? Vamos contar.

A maior diferença nos protetores para corpo e rosto está na textura. Não é proibido usar o mesmo produto em qualquer parte do corpo, mas isso pode incomodar algumas mulheres. Na maioria das vezes o protetor destinado ao corpo é mais oleoso, e quando passado no rosto, este fica mais brilhoso do que o normal. Essa condição tende a gerar complicações na colocação da maquiagem.

A composição do protetor solar para o corpo é mais densa do que o protetor solar para o rosto. Alguns cosméticos desta categoria desenvolvidos para a face são à prova d'água, ou seja, possuem uma resistência bem maior. Se você vai até uma praia ou piscina, então prefira fazer a aplicação correta. Caso seja na correria do dia a dia, a diferença não é tão grande.

Especialistas no assunto garantem que as pessoas com a pele mais oleosa sentem a diferença entre filtro solar facial e protetor para o corpo. Aliás, as mulheres que possuem essa condição devem preferir os protetores não comedogênicos, aqueles que não fecham os poros. 

Existem produtos específicos para cada tipo de rosto, falaremos sobre isso a seguir. Os protetores específicos para o rosto possuem características que beneficiam esse tipo de pele. As fórmulas geralmente apresentam mais condições para a proteção solar. 

Há produtos que possuem antioxidantes ativos, ideais para proteger o rosto. Alguns contam com colágeno, ajudando a prevenir a flacidez. Ou seja, protege a pele e ainda faz um tratamento de beleza.

O que é FPS?

FPS é o Fator de Proteção Solar, conhecido por alguns apenas como FS. É um índice que está marcado em todos os rótulos de protetores solares. É ele quem determina o tempo que uma pessoa pode permanecer no sol antes de fazer a reposição do produto. Quanto mais elevado for o número, mais tempo a pessoa pode ficar exposta aos raios UV.

Além disso, o FPS de um protetor solar determina a eficácia daquele produto, além de impedir queimaduras solares e radicais livres. Também é importante saber que o FPS adequado para cada tipo de pele é definido pelo tempo que ela consegue se proteger do solo.

Dependendo da pessoa, poderá demorar mais ou menos tempo para que a pele fique vermelha quando está exposta ao sol sem proteção. Ao aplicar um filtro solar com FPS 15, estima-se que a vermelhidão demora 15 vezes mais para aparecer do que na situação sem proteção, por exemplo.

Qual a diferença entre protetor solar fator 30 e 50?

No verão as pessoas costumam ficar mais preocupadas com a pele. Acontece que nesta época do ano muitos gostam de se refrescar em piscinas, rios ou no mar. E o protetor solar é um item que não pode faltar na bolsa. 

Um dos mais populares é aquele que possui FPS 30, outros preferem os de FPS 50. Logo surge uma dúvida, será que a diferença entre eles é muito grande? Na maioria das vezes, quanto mais elevado o fator de proteção, mais caro é o produto, assim alguns preferem investir em filtros de níveis mais baixos para economizar.

O protetor escolhido deverá estar de acordo com o que recomenda o seu dermatologista, se não possui um, então compre um que esteja de acordo com a cor da sua pele e outras condições a serem consideradas.

O fator de proteção tem diferença sim. Quanto mais elevado for o FPS, maior será o tempo de duração do produto. Protetor solar com FPS 30 protege a pele por um período 20 vezes menor do que aqueles com FPS 50. Outra diferença está na composição, aqueles com fator de proteção mais elevado são mais aderentes à pele e não saem com tanta facilidade na água.

Quanto mais clara for a sua pele, mais elevado deverá ser o nível FPS do filtro. Além disso, é importante fazer a reaplicação a cada 2 horas, para evitar que a pele fique exposta aos raios solares. Outra dica é passar o protetor 15 minutos antes de sair ao sol, para que ele possa agir.

Devo utilizar filtro solar durante o inverno?

Algumas pessoas deixam de usar protetor solar durante o inverno e pior do que isso, só fazem a aplicação quando vão à praia. É importante manter a pele protegida em qualquer estação do ano. Isso faz parte da rotina de skincare. Até mesmo durante a época mais fria é elevada a incidência de raios UV.

Muitos acabam ligando a proteção solar aos dias ensolarados e esquecem-se dos cuidados durante o inverno, época em que o sol segue sendo prejudicial à pele. A radiação vinda do astro é responsável por diversos problemas de pele, como flacidez, envelhecimento precoce, manchas, e o pior de todos: o câncer de pele.

É preciso proteger não apenas o rosto, como também os braços, as mãos e o colo, mas isso é assunto para o nosso próximo tópico. Mantendo a utilização do protetor solar durante todos os dias é possível evitar estes sinais. Sempre tomando cuidado para fazer retoques a cada 2 horas, mesmo durante o inverno.

Quais as partes do corpo mais atingidas pelo sol?

O rosto é a parte do corpo mais atingida pelo sol, porque ele sempre está exposto aos raios ultravioletas, seja no inverno ou no verão. Além dele, as mãos também sofrem, a menos que você viva com luvas.

Os braços ficam expostos principalmente nas épocas mais quentes, quando deixamos de usar casacos e roupas de mangas compridas. E no verão, ao ir à praia, não precisa nem dizer que o corpo inteiro fica exposto, né? Mas, isso é óbvio.

Por isso é importante tomar cuidado com todas as partes que podem receber luz do sol, não apenas com o rosto. Tenha um protetor adequado e evite problemas maiores do que a vermelhidão.

A importância do protetor solar no rosto

O rosto é uma das partes mais atingidas pelo sol, por isso é fundamental passar protetor solar. Quem utiliza um produto adequado para a sua pele consegue aproveitar melhor os benefícios oferecidos pelo cosmético. É ideal para combater o envelhecimento precoce da pele e para evitar o aparecimento de manchas de sol.

Acrescentado a isso, o uso de protetor solar ajuda a bloquear a parte nociva da luz, que é proveniente do sol. Dessa forma, ele ajuda a neutralizar a sua ação, sendo assim é de extrema importância o uso de protetor solar até mesmo para evitar o envelhecimento precoce.

Existem opções para todos os gostos e tipos de rostos. A chance de ter câncer de pele pode ser evitada com o uso correto, além de melhorar a textura da pele. Mais abaixo temos algumas dicas para fazer a escolha certa.

Protetor solar evita câncer de pele?

O protetor solar é um dos principais combatentes ao câncer de pele, mas sozinho ele não dá conta do recado. Foi realizada uma pesquisa na Universidade de Oslo, na Noruega, acompanhando 140 mil mulheres ao longo de 10 anos, as que fizeram o uso regular de protetor com FPS 30 possuíam 33% menos chances de desenvolver o melanoma.

Mas, para que o câncer de pele seja evitado, é preciso seguir todas as recomendações do protetor solar. As pessoas que possuem mais tendência a enfrentarem este problema são aquelas que trabalham na lavoura ou que ficam expostas ao sol na maior parte do tempo.

Além do protetor solar, é recomendado utilizar chapéus e preferencialmente roupas de manga comprida, assim o sol tem menos áreas para atingir. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de pele corresponde a 33% de todos os diagnósticos da doença em nosso país.

Qual é o melhor protetor solar para pele negra?

Está muito enganada a pessoa que acha que a pele negra não precisa de proteção. Quem possui essa cor conta com mais melanina, uma proteína que age como se fosse um protetor natural da pele. Ainda assim, é necessário manter alguns cuidados para que a derme continue saudável, sem manchas e marcas de envelhecimento precoce.

A pele negra geralmente possui mais produção das glândulas sudoríparas, assim existe mais tendência para a oleosidade. Além da cor, é preciso ficar atenta para o seu tipo de pele, que pode ser oleosa, mista ou seca. As peles negras tendem a ser mais elásticas e resistentes aos sinais da idade, como as rugas e linhas de expressão. Também são mais firmes.

Se a pele negra demora mais para ficar velha, possui maior tendência a apresentar manchas. Elas podem ser evitadas com a aplicação correta e diária do protetor solar. A nossa dica para você que tem a pele neste tom é usar filtros com pelo menos fator 15 de proteção, até mesmo nos dias nublados. E não se esqueça de reaplicar a cada 2 horas.

Qual é o melhor protetor solar para pele clara?

Pessoas com a pele clara sofrem com o sol. Esse tom possui baixa tendência ao bronzeamento, por outro lado, facilmente acontecem queimaduras durante a exposição ao sol. Aqueles que possuem a pele mais clara possuem mais chances de terem câncer de pele. É preciso ter extremo cuidado ao sair de casa, sempre aplicando filtro solar com alto FPS.

Quem tem a pele claríssima é ainda mais sensível ao sol, basta ficarem poucos minutos exposto aos raios UV e a vermelhidão já aparece. É complicado para se bronzear, já que rapidamente a pele fica irritada. Geralmente existem mais sardas no rosto, que precisa de cuidado com o protetor adequado.

Escolha filtros solares com pelo menos 30 FPS, e quanto mais elevado, melhor será. Aqueles com fatores de proteção acima de 60 são os mais indicados para pessoas com esse tom de pele.

CONHEÇA O SEU TIPO DE PELE: FAÇA O TESTE!

Protetor solar ideal para pele oleosa

O protetor solar pode deixar você que tem a pele oleosa ainda mais bonita. Hoje em dia existem diversos fabricantes que apostam nos produtos oil-free, aqueles que evitam que a pele fique ainda mais oleosa. Alguns inclusive são fabricados com substâncias que ajudam a vencer a oleosidade natural da pele, melhorando a aparência.

A pele oleosa geralmente possui os poros mais dilatados e brilho excessivo, principalmente na zona T, que inclui a testa, o nariz e o queixo. Pessoas com a pele oleosa possuem mais tendência a sofrerem com as acnes, veja aqui como combatê-las. A pele oleosa é a mais comum entre as mulheres brasileiras, devido às características da população e aliado ao clima do país.

No momento de escolher um filtro solar para a sua pele, caso seja oleosa, prefira os tonalizantes. Servem para uniformizar a tonalidade, evitando manchas e disfarçando imperfeições. Recomendamos os protetores solares em pó, ótimos para dar um retoque durante o dia. O produto escolhido deve ser capaz de controlar a oleosidade e disfarçar os poros.

Quem escolhe um protetor solar inadequado para a pele oleosa pode agravar ainda mais a situação, entupindo os poros e aumentando a produção de acnes. Para começar, o fator de proteção deve ser acima de 30 FPS, abaixo disso os raios solares deixarão a sua pele ressecada, algo que não estará de acordo com o seu biotipo.

A rotina de skincare leva em consideração outros fatores. Caso você esteja fazendo a utilização de um ácido, a derme ficará mais sensível, assim, o filtro errado pode trazer descamações, vermelhidão e manchas. Nestas situações, a nossa dica é apostar nos protetores solares com elevado nível de proteção.

Protetor solar para pele seca

Não é fácil achar o protetor ideal, por isso é importante seguir todas as nossas dicas, para encontrar aquele que se enquadra melhor no seu perfil físico. Parece que o mercado está mais focado em atender o público que tem pele mista e oleosa, ainda assim, existem diversas alternativas para você que tem a pele seca.

Não é porque a pele tem essa condição que deverá investir nos produtos com base oleosa. Não que esses protetores vão causar um estrago na sua pele, mas não é necessário apostar numa fórmula gordurosa. 

Esse tipo de cosmético acaba deixando o rosto pesado e grudento. Prefira as loções mais leves, e fluídas, que possuem a mesma proteção, mas sem a sensação pegajosa.

Fique de olho nos rótulos dos protetores, escolha aqueles que contam com elementos hidratantes em sua composição, como a água termal. Manter a pele hidratada é importante para garantir uma barreira cutânea, prevenindo irritações, sensibilidade, coceira e até algumas doenças de pele. Também evita o surgimento de sinais de envelhecimento precoce.

O recomendado é apostar nos fatores de proteção elevados, com FPS em 50 ou 60. É a melhor maneira de evitar manchas e queimaduras. Além disso, não se esqueça de conferir se o produto oferece proteção contra raios UVB e UVA.

Protetor solar para pele mista

Se as mulheres com a pele oleosa preferem os protetores com textura sequinha e aquelas com a pele seca optam pelos cremosos, as donas de pele mista ficam em dúvida na maioria das vezes. A pele mista é aquela que não apresenta oleosidade em todo o rosto, mas sim na zona T, sendo que nas outras partes a condição é normal.

Nossa primeira dica para você que está neste grupo é investir nos protetores solares oil-free. Assim, o seu rosto não irá ficar oleoso. Esses filtros geralmente apresentam um toque seco, já que não possuem óleo. Isso vai contribuir para reduzir o brilho, mantendo o aspecto matte por horas. Quem tem esse tipo de pele pode preferir os filtros destinados às peles oleosas ou secas.

A textura do produto deve ser levada em consideração no momento da escolha. Os mais densos, feitos para pele seca, podem piorar as condições da zona T, gerando cravos e espinhas (saiba tudo sobre espinhas). Recomendamos apostas em produtos no estilo gel-creme, que são fáceis na hora de espalhar pelo rosto. São ótimos para equilibrar a produção de sebo.

Protetor solar para pele normal

As peles chamadas de normais são aquelas que não apresentam tanta produção de sebo e tem poros pequenos. Além disso, tem aparência saudável, não apresenta oleosidade excessiva ou até ressecamento e o uso de protetor solar ajuda a manter esse tipo de pele perfeita.

Já o protetor solar para pele normal necessita de um FPS bem elevado para proteção, como o fator 50 e 60, por exemplo. Sendo assim, com essa proteção é possível evitar manchas, queimaduras e até mesmo o câncer de pele.

Vale ressaltar ainda que é de extrema importância verificar se o produto escolhido oferece defesa contra raios UVB e UVA. Sendo que, esse último, os raios UVA, são responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele.

Pele normal: suave e saudável. É aquela que apresenta nível controlado de oleosidade. Asso, são recomendados os filtros em formato sérum, loção ou spray, pois apresentam maior resistência ao suor e à água. 

5 melhores marcas de protetor solar

Agora, depois de entender cada tipo de pele e suas necessidades, você verá as cinco melhores marcas de protetor solar. Antes disso, é importante dizer que o protetor solar de rosto é vendido em quantidades menores em relação aos produtos para o corpo.

Dessa maneira, é sempre importante observar o peso do produto, para se ter uma ideia do custo benefício. Entretanto, mesmo que dois itens tenham a mesma quantidade, eles podem render de forma diferente e isso depende de sua composição.

  1. Protetor Solar Facial Matte Perfect Com Cor – Avène

Esse primeiro protetor solar da lista, Matte Perfect, com cor da Avène, tem um toque seco. Além disso, ele é perfeito para pele negra, especialmente por não deixá-la acinzentada, sendo ótimo para pele mista e oleosa.

O protetor solar da Avène deixa a pele com textura seca e nada de oleosidade, assim como os outros, é indicado o uso diário. Vale dizer ainda que esse produto ajuda a diminuir manchas da pele do rosto e é bom para o controle da acne.

Por fim, é importante ressaltar que mesmo tendo um valor de mercado um pouco alto, ele tem um ótimo custo-benefício. Portanto, para pessoas com pele negra, oleosa e mista, é um dos mais indicados.

  1. Protetor Solar Facial Expertise Toque Seco – L’Oreal Paris

Já o Protetor Solar Facial Expertise Toque Seco, da L'Oréal Paris é excelente para todos os tipos de pele. Esse produto é de fácil aplicação, tem um toque seco e deixa a pele com ótima textura, além é claro do ótimo custo-benefício.

Além disso, ele tem um cheiro característico, com aroma bem suave e não causa incômodo, prometendo ótimo controle de oleosidade e redução de brilho. Dessa maneira, como dito anteriormente, é indicado para todos os tipos de pele, até mesmo as mais oleosas.

Por fim, esse produto tem FPS 60, tem textura de gel-creme e é à prova d’água, com toque seco e oil free.

  1. Protetor Facial CC Cream Clareador – Anasol

O Protetor Facial CC Cream Clareador, da Anasol é muito indicado para pessoas que possuem manchas no rosto. Dessa maneira, ele é um dos melhores do mercado para o tipo de pele oleosa e com manchas.

Acrescentando a isso, esse produto é de ótima ação clareadora e contribui para uma pele uniforme e mais natural. Sendo assim, acaba disfarçando as imperfeições e manchas da pele do rosto, além de ser adaptável para todos os tons.

Por fim, o protetor da Anasol ajuda na melhora da hidratação e promove uma pele mais firme e sem rugas. Portanto, é um produto completo para o dia a dia de todos e qualquer tipo de pele.

  1. Protetor Solar Sun Facial Antissinais – Nivea

Outro produto com ótimo custo-benefício é o Protetor Solar Sun Facial Antissinais, da Nivea, tendo textura líquida e é bem fácil de espalhar. Além disso, ele é resistente à água e mesmo com o suor não escorre, por fim, tem fórmula antissinais.

Contudo, mesmo com todos esses benefícios, a marca indica que faça a reaplicação do produto após sudorese intensa ou banho. Dessa forma, oferece alta proteção com custo excelente e deve ser usado todos os dias e até mais que uma vez.

Finalizando, ele tem oil free, toque seco e é antienvelhecimento, além do FPS 60.

  1. Protetor Solar UV Perfect Milk FPS 50+ - Bioré

Por fim, o último protetor da lista é o UV Perfect Milk FPS 50+, da Bioré, com resistência ao suor e também ao calor. Além disso, o produto possui filtro de última geração, como Tinosorb S e filtros minerais que garantem mais estabilidade para a pele.

Esse produto tem uma textura bem leitosa, além de fácil aplicação e por ser fluído, não deixa a pele pesada. Dessa forma, em sua composição o produto contém ácido hialurônico, contribuindo para a hidratação da pele.

Por fim, o protetor solar da Bioré é ótimo para climas quentes, por ter alta resistência ao calor e também ao suor. Contudo, o seu ponto negativo é o efeito esbranquiçado que ele acaba deixando na pele do rosto.

Qual é o protetor ideal para minha pele?

Cada pessoa possui um protetor ideal para a sua pele. Na hora de escolher um filtro solar leve em consideração todas as nossas dicas. Ou seja, é preciso considerar a tonalidade da sua pele, a condição dela entre oleosa, normal, seca e mista e também o local em que será aplicado.

Fazendo isso vai ficar mais fácil para acertar na escolha, deixando a pele respirar como ela precisa. E claro, o corpo e o rosto ficarão mais protegidos contra os raios ultravioletas.

Sendo assim, leve em consideração todos esses pontos, além de avaliar o tempo de exposição da pele ao sol. Dessa maneira você conseguirá escolher o melhor produto para a pele do seu rosto, podendo até mesmo tratar algumas imperfeições.

Gostou do artigo? Quer aprender mais sobre Skin Care ou ver exemplos? Me siga no Instagram. Ou leia mais na home.

Unhas quebradiças ou queda de cabelo?
Conheça o VitHair - Complexo vitamínico com Biotina que fortalece seu cabelo e suas Unhas
Comprar com desconto