O que é e como usar a colorimetria na maquiagem? Talvez você nunca tenha nem ouvido falar sobre este tema. Mas, é um conceito que pode contribuir e muito com a preparação das suas próximas makes. De fato, as cores possuem um poder incrível no sentido da harmonia.

Para história do ensino fundamental, onde as professores ensinavam quais eram as cores primárias, as secundárias e as terciárias. Também explicavam aquelas que eram quentes e as que eram frias. Você lembra disso?

Em suma, a ideia é encontrar tons harmônicos que combinem uma boa maquiagem para os olhos, o batom perfeito e os produtos usados no rosto. Esse assunto pode ser um pouco complicado à primeira vista, por isso é importante ler com atenção para conhecer todos os detalhes!

Colorimetria na maquiagem. O que é e como usar? É isso que você descobre a partir de agora.

VEJA MAIS: Delineados legais para se inspirar e Tutoriais

O que é colorimetria na maquiagem?

Colorimetria é um termo que define o estudo da teoria das cores. É uma questão muito abordada no segmento da beleza, principalmente no momento que as marcas criam produtos. Então, antes de lançar uma nova tonalidade de tinta para cabelo, por exemplo, a colorimetria é um dos procedimentos de fabricação.

A principal ferramenta é o círculo cromático, chamado ainda de roda das cores ou tabela das cores. É um gráfico em forma de pizza que possui 12 tonalidades. Assim, elas estão separadas entre as primárias, secundárias e terciárias.

É preciso entender um pouco das cores

Para usar a colorimetria na maquiagem é fundamental ter um conhecimento básico sobre as cores. Dessa forma, é necessário ter conhecimento sobre:

  •       Cores primárias, secundárias e terciárias;
  •       Quentes e frias;
  •       Complementares, análogas e triádicas.

Este é apenas o primeiro conceito para entender como é que isso funciona de verdade. Quer aprender como usar? É preciso estudar os assuntos que falarei a seguir.

Cores primárias, secundárias e terciárias

Durante o ensino fundamental você deve ter aprendido sobre este assunto. Talvez não se lembre, mas as cores primárias são consideradas puras. Ou seja, elas não podem ser obtidas por meio de mistura, são cores como:

  •       Amarelo;
  •       Azul;
  •       Vermelho.

Estas cores podem ser trabalhadas junto do preto e do branco, conforme seja o seu interesse. Além disso, essas três cores servem como base para outras cores.

As cores secundárias são aquelas obtidas por meio de mistura das primárias:

  •       Laranja;
  •       Violeta;
  •       Verde.

E por fim, temos as cores terciárias. Como elas são formadas? Para isso, é preciso misturar duas cores secundárias, ou uma secundária com uma primária. Veja quais são:

  •       Vermelho-arroxeado (vermelho + roxo);
  •       Amarelo-esverdeado (amarelo + verde);
  •       Amarelo-alaranjado (amarelo + laranja);
  •       Vermelho-alaranjado (vermelho + laranja);
  •       Azul-esverdeado (azul + verde);
  •       Azul-arroxeado (azul + roxo).

Se você contou, ao todo existem 12 cores, seguindo o sistema RYB (Red, Yellow e Blue).

Cores quentes e frias

As cores também são classificadas quanto quente e fria. Além disso, algumas delas são neutras. Se você souber misturá-las com sabedoria, poderá desenvolver excelentes makes. Por isso, é importante ter conhecimento quanto a colorimetria na maquiagem.

As cores quentes são aquelas que apresentam a sensação de calor, como vermelho, amarelo e laranja. Assim, geralmente transmitem um efeito de agitação. Por outro lado, as frias dão uma impressão relaxante, tons de azul, verde e violeta fazem parte.

Cores complementares, análogas e triádicas

Ainda neste universo, temos as cores complementares, análogas e triádicas. As complementares são o oposto de outros tons. Por exemplo, o azul é complementar do amarelo.

Enquanto isso, as análogas são tonalidades vizinhas das cores escolhidas para uma combinação. Por exemplo, laranja e vermelho. Alguns chamam de tom sobre tom.

Por fim, as cores triádicas consistem no uso de três cores para preparar uma maquiagem. Se você usar tons de amarelo, violeta e laranja, terá formado uma tríade.

Colorimetria na maquiagem. Para que serve?

Esse é um conceito que pode ser usado de diferentes maneiras no mundo da maquiagem. Por exemplo, ajuda a evitar imperfeições no rosto. Ou melhor, ajuda a contornar essa condição durante a maquiagem.

Também é bacana para escolher tonalidades que combinam bem com o batom. A cor do cabelo é outro fator importante nessa decisão. Veja agora como a colorimetria pode ser usada:

Colorimetria serve para esconder manchas e imperfeições

Tem mulheres que continuam sofrendo com espinhas mesmo depois dos 30 anos e isso é normal. Além disso, algumas possuem olheiras e não sabem como esconder. A colorimetria é ideal para isso, oferecendo ainda uma solução contra a vermelhidão e contra as cicatrizes.

Quando estamos preparando uma maquiagem, desejamos que o resultado saia perfeito. Por isso, é preciso entender bem a vantagem de usar cada uma das cores. Dessa maneira, o mais interessante é apostar em tons complementares, que servem para esconder as imperfeições.

As olheiras roxas, por exemplo, podem ser apagadas com o uso de corretivos amarelos. Enquanto isso, as manchas vermelhas podem ser escondidas com a aplicação de corretivos verdes.

VEJA TAMBÉM: Maquiagens artísticas fofas

Ajuda a combinar batom e sombra

Se você quer usar cores harmônicas nos lábios, que combinam melhor com a sua pele, aplique este conceito. Então, o melhor a fazer é apostar nas cores opostas em uma mesma maquiagem. Dessa forma, você irá preparar um contraste para dar um visual mais ousado a produção.

Enquanto isso, com as cores análogas, é possível criar um efeito de tom sobre tom, deixando o seu visual combinando. Ou seja, a sombra e o batom ficarão em tonalidades bem próximas.

Destaque os pontos fortes do seu rosto

A colorimetria na maquiagem é ideal para reforçar os pontos fortes do seu rosto. Então, você pode aprender a brincar com as cores, para que a sua maquiagem fique ainda mais bonita. Bem como o uso de iluminadores é algo que serve para valorizar a maquiagem.

Quer uma dica? Siga a cor dos seus olhos e use cores complementares, para maquiar a região. Quem tem olhos azuis pode sair ganhando com tons de laranja na make. Por outro lado, mulheres com olhos verdes podem usar tons terrosos. E aquelas que possuem castanhos são dão bem com os tons verdes.

Além disso, a colorimetria na maquiagem pode ser usada para escolher as cores usadas em todo o rosto. Neste caso, o melhor a fazer é seguir a tonalidade do cabelo, deixando a sua produção mais harmoniosa. Então, será possível valorizar o que você tem de mais bonito na sua face.

Quem sabe escolher boas cores produz maquiagens mais bonitas

A maquiagem é considerada uma das coisas mais femininas que existem. Ela ajuda a evidenciar os pontos fortes da mulher. Mas, para que isso aconteça de fato é preciso escolher as tonalidades perfeitas, aquelas que combinam melhor.

Além disso, escolha uma roupa que combina bem com o evento que você irá. Bem como a maquiagem deve ficar harmoniosa com as roupas escolhidas.

Cada mulher tem o seu estilo preferido de maquiagem, então é importante seguir estas dicas de acordo com seu perfil. Aliás, estas dicas podem ser adaptadas para o seu jeito de ser. Enfim, a colorimetria é boa para ajudar você a decidir os tons quando está em dúvida.

LEIA AINDA: Maquiagens artísticas fáceis de fazer

O que você achou desse assunto?

Tem muito mais conteúdo parecido com esse lá no meu canal do YouTube. Eu posto vídeos novos todos os dias, você não vai ficar de fora, né?

Eu fico por aqui e volto em breve, até a próxima!