Ter a pele macia, hidratada e linda é o desejo de praticamente todas as mulheres e tem algumas que não poupam esforços para isto. Podemos dizer que a alimentação saudável é um dos pontos fortes e pode contribuir para que todos os objetivos estéticos sejam alcançados. Quem come bem tende a ter a pele mais bonita. Manter um estilo de vida saudável vai refletir diretamente na saúde da pele. Veja como a alimentação afeta sua pele.

A alimentação pode sim prejudicar ou auxiliar na qualidade da pele. Dependendo do seu cardápio, a produção das glândulas sebáceas será alterada, algo que deixará sua pele oleosa e trará maiores possibilidades para formação de espinhas e cravos. Por isso, é importante consumir alimentos que não estimulem esta condição.

É importante ter refeições balanceadas, fazendo a inclusão estratégica de alimentos que poderão equilibrar a produção de sebo, ajudando as mulheres que possuem a pele mais oleosa. A partir disso, alguns alimentos devem ser praticamente riscados da sua lista. O consumo de bebidas alcoólicas é outro que não trará nenhum resultado positivo.

Se você quer melhorar a qualidade da sua pele e acredita que a alimentação pode ser um caminho, siga as nossas dicas. Quem faz isso de uma maneira consciente consegue evitar problemas mais graves, como o envelhecimento precoce da cútis, com o surgimento de rugas e marcas de expressão.

A alimentação pode afetar minha pele?

A alimentação não serve apenas para manter o nosso corpo saudável e longe de doenças, mas também contribui com a beleza. E dependendo do que você come, podemos afirmar que as unhas, os cabelos e o surgimento de acnes poderão ser afetados. O equilíbrio do seu corpo, seja por dentro ou por fora, dependerá de um cardápio saudável.

Os nutrientes devem ser consumidos na quantidade adequada, já que a falta deles pode representar desequilíbrio no metabolismo, podendo trazer problemas sérios, como flacidez, manchas e estrias, por exemplo. Além disso, o envelhecimento precoce, sobrepeso e gordura localizada são outras condições que ganham força quando a alimentação não é feita de maneira indicada.

É interessante evitar alimentos muito gordurosos e principalmente os industrializados, já que possuem substâncias aplicadas que servem para manter a conservação e que por isso fazem mal. Por outro lado, tem alguns alimentos que precisam ser consumidos, ao menos por aquelas que pretendem manter a pele bonita e saudável.

O que a pele precisa para se manter saudável?

Quando falamos neste assunto, você pode pensar que estamos nos referindo a hidratação feita com produtos industrializados, lavar o rosto pela manhã logo ao acordar ou então utilizar filtro solar sempre ao sair de casa. Obviamente, estes são cuidados para manter a derme saudável, mas existem alguns outros, ligados ao consumo de alimentos.

Podemos dizer que o colágeno é um dos principais, atuando na formação e renovação de fibras que dão sustentação para a pele. O colágeno é capaz de diminuir a flacidez em diferentes partes do nosso corpo, quando está em falta, estrias e celulite podem se formar, no rosto, as linhas de expressão e as rugas ficam mais fortes sem a presença de índices ideais do colágeno.

A vitamina C é fundamental para manter a qualidade da pele, o bom é que ela pode ser encontrada em diversas frutas cítricas. Seu principal função é neutralizar os efeitos nocivos dos radicais livres no organismo. A vitamina C vai ajudar ainda a controlar o envelhecimento precoce da pele.

E tem outros nutrientes que são vitais para a qualidade da pele, como a biotina, que pode ser encontrada na gema do ovo ou em castanhas, e que tem a função de auxiliar na síntese de queratina. Já o ômega 3, que é capaz de auxiliar em processos inflamatórios, estimulando a produção de elastina e melhorando os níveis de celulite, sendo encontrado em peixes e linhaça.

E para fechar, resveratrol, silício orgânico, betacaroteno e ácido hialurônico são outros nutrientes que devem ser ingeridos quase que diariamente, ao menos por quem pretender manter a pele saudável e bonita.

Alimentos que fazem mal para a pele

O açúcar refinado aparece entre os produtos que fazem mal para a pele, além dele, podemos dizer que refrigerante e sucos artificiais servem para aumentar os níveis de insulina no sangue, o que contribui para a produção de hormônios andrógenos, elevando a oleosidade da pele. A insulina vai ainda agravar o fechamento dos poros, o que pode levar ao surgimento de cravos e espinhas.

Quem costuma utilizar sal refinado e temperos industrializados poderá apresenta perda de qualidade na derme. Além disso, presunto, peito de frango e peito de peru também podem apresentar a mesma condição. No organismo, são capazes de gerar inflamação, aumentando a produção das glândulas sebáceas.

Não podemos deixar de falar sobre os alimentos que fazem parte do fast-food, como hambúrguer, batata frita e pizza. São deliciosos na maioria das vezes, mas irão fazer a microbiota intestinal ficar desequilibrada, podendo levar a um processo inflamatório, quando as bactérias do bem atuam sem harmonia.

E para fechar essa lista de alimentos que podem fazer mal para a pele, aparece a soja e os seus derivados. Quando são consumidos em grande quantidade, podem prejudicar a produção de hormônios femininos, como o estrogênio. E a partir disso, o surgimento de cravos e espinhas poderá se tornar mais comum.

Alimentos que fazem bem para a pele

Entre os alimentos que fazem bem para a nossa pele, destaque especial para algumas frutas. O abacate é muito utilizado em receitas caseiras para o tratamento da cútis, não à toa, já que possui vitaminas do complexo B, como a niacina. Outra fruta interessante é a manga, que fornece 805 da necessidade diária de vitamina A, sendo ótima para a manutenção da saúde.

Para prevenir o envelhecimento precoce, algo que pode começar a acontecer já a partir dos 30 anos, o consumo de amêndoas é indicado, um alimento que é rico em vitamina E, sendo que apenas uma porção já fornece 50% da necessidade diária. O queijo do tipo cottage é outro produto interessante, sendo ótimo para eliminar radicais livres, contribuindo para prevenir o envelhecimento.

Sabemos que o colágeno é um dos principais fatores para a qualidade da pele, e para que a sua produção seja potencializada, o consumo diário de acerola, aquela fruta pequeninha, deve acontecer, então não esqueça desta ótima fonte de vitamina C. Já a produção de elastina será ampliada com o consumo de ostras, que são ricas em zinco e ajudam a combater os radicais livres.

Tem mais alimentos que são ótimos para ajudar na qualidade da pele, como batatas assadas, que fornecem minerais como cobre e zinco, e não podemos deixar de destacar os cogumelos, que possuem bons índices de vitamina B, linhaça, como fonte de ômega 3 e gérmen de trigo.

Coloque estas alternativas no seu cardápio e comece a perceber as mudanças na sua pele. Nada vai acontecer do dia para a noite, por isso é preciso prestar atenção diariamente, mantendo o consumo adequado de todos os ingredientes.

E não se esqueça de beber sempre um copo de água.

Chocolate faz mal para a pele?

O cacau é a matéria-prima na produção de chocolate, não sendo este o grande vilão para o surgimento de cravos e espinhas. O chocolate branco possui maior concentração de leite e açúcares, assim, são os mais propensos a formação de acnes, por outro lado, o chocolate amargo possui flavonoides e pode até contribuir com a eliminação de radicais livres.

Quanto mais amargo for o chocolate, principalmente aqueles com percentual superior a 70%, menos mal farão para a pele e podem até ajudar a nossa saúde.

As carnes podem ser vilãs

É preciso tomar cuidado quanto ao consumo de carnes, é bom evitar as processadas, como salsicha, bacon, presunto e mortadela, já que possuem muito sódio, algo que prejudica a retenção de líquidos. Carnes gordas, como picanha e costela devem ser evitados, já que desencadeiam a produção de radicais livres.

A carne carbonizada é outra que deve ser evitada por quem pretende ter a pele saudável. É um alimento que quebrará o colágeno, e assim a sua pele ficará mais flácida. Não é necessário excluir o churrasco do cardápio, apenas comer partes que não estejam queimadas.

Bebidas alcoólicas fazem mal para a pele?

Você deve saber que mais de 70% do nosso corpo é formado por água, certo? Quando consumimos determinada quantidade de álcool, a reserva de água é afetada, já que é utilizada para metabolizar a molécula de álcool etílico e quando não há água suficiente para isso, então o corpo faz a retirada de tecidos periféricos.

O consumo de bebidas alcoólicas pode deixar a pessoa com a pele avermelhada, já que conta com substância vaso dilatadora, a partir disso, a oleosidade da pele se acentua. O álcool é ainda um produto industrializado capaz de aumentar a produção de radicais livres, que podem danificar a estrutura das células, trazendo o envelhecimento precoce.

Agora você já entendeu que não somente a alimentação pode apresentar problemas na sua pele, mas também o consumo de bebidas alcoólicas. Principalmente quem faz isso de maneira exagerada. Mas, outros drinks podem ajudar a diminuir os efeitos, como a água de coco, que servirá para manter o organismo hidratado durante este período.

Gostou do nosso artigo sobre como a alimentação afeta sua pele?

Deixe seu comentário e fale conosco, sobre sua opinião. 🙂

Quer aprender mais sobre Skin Care ou ver as últimas noticias do mundo da beleza? Então, me siga no Instagram e leia mais na home. ou então leia mais sobre maquiagem no nosso artigo.