Descobrir seu tipo de pele é muito importante para que a compra dos produtos de beleza seja feita de maneira correta. Além disso, o sabonete também deve ser escolhido de acordo com as características de sua pele, principalmente do rosto. Mas, como descobrir seu tipo de pele? Essa é uma pergunta muito comum entre as mulheres.

É fundamental saber se a pele é seca, oleosa, mista ou normal, assim vai ficar mais fácil para acertar no momento das compras dos produtos e também no momento de fazer a aplicação deles. Mas, muitas mulheres não consegue distinguir qual é o seu estilo de pele e cometem alguns erros complicados nesse momento. 

Se quiser fazer o nosso teste para descobrir o seu tipo de pele é só clicar aqui.

Assista o vídeo abaixo para entender como funciona:

For privacy reasons YouTube needs your permission to be loaded. For more details, please see our Política de privacidade.
I Accept

Por que é importante descobrir seu tipo de pele?

É importante descobrir o seu tipo de pele para fazer a utilização correta dos produtos de beleza. Mas, o autodiagnóstico pode causar sérios problemas quando é feito de maneira errada. Por exemplo, uma mulher que tem a pele mista e que decide usar produtos com tendência oleosa, poderá desenvolver acne e outras condições.

A partir disso, tente utilizar o conhecimento que apresentamos por aqui, para conseguir identificar qual é o seu estilo. É importante descobrir seu tipo de pele para fazer a escolha correta dos produtos, ainda mais dos novos, que recém chegaram nas prateleiras e provavelmente você nunca usou.

Quem não sabe qual é o seu tipo de pele às vezes compra produtos errados e depois acaba sofrendo com isso. Dessa forma, é preciso aprender quais são as principais características da sua pele, que são apresentadas principalmente no rosto, embora apareçam também em outras regiões do corpo.

Quais são os tipos de pele existentes?

Existem basicamente quatro tipos de pele, sendo que ao longo da vida podemos apresentar diferentes condições em nosso rosto, principalmente. Assim, os tipos de pele são divididos entre: normal, oleoso, seco e misto. Vamos falar brevemente sobre eles e a seguir aprofundar mais.

A pele normal é considerada a melhor de todas, já que não exige tantos cuidados quanto a utilização de produtos de beleza. Porém, se não for cuidada de maneira correta, poderá sofrer alterações. Assim, ela é mais clara do que os outros tipos e apresenta uma condição uniforme.

A pele oleosa é aquela onde as glândulas sebáceas trabalham mais do que deveriam. Assim, acaba apresentando brilho intenso, outra característica é a maior possibilidade de sofrer com a presença de acnes. Em resumo, ela pode ser causada por uma série de fatores, por isso é preciso ter cuidado e usar os produtos adequados.

A pele seca é a que apresenta desregulação nos níveis de oleosidade. Ou seja, as glândulas sebáceas não conseguem produzir a quantidade necessária de sebo. Mas, também pode ser gerada devido a condições externas, como o sol ou o vento. Aliás, a pele seca pode ser uma condição passageira.

Talvez a pele mista seja a que exige mais cuidados, já que ela apresenta característica comuns nas peles oleosa e seca. Dessa forma, é preciso estar atenta quanto a utilização dos produtos de beleza e mesmo hidrantes. Mas, quem já identificou o seu tipo de pele não terá tantos problemas.

Pele normal

A pele normal é aquela que tem a textura suave, delicada e saudável. Além disso, apresenta condições adequadas de elasticidade e de gordura natural, que é produzida nas quantidades ideais. Ou seja, a pele normal é a melhor de todas, já que não apresenta condições que levam ao desenvolvimento de espinhas por exemplo.

Nesse tipo de pele os poros são finos e praticamente invisíveis e quando eles aparecem na maioria das vezes são do mesmo tom do que a pele, assim ela não é prejudicada e consegue manter seu brilho natural, além de continuar lisa. E tem mais, já que ela também é pouco propensa a sofrer com manchas.

Por fim, podemos dizer que a pele normal apresenta ótimas condições e é fácil de cuidar, aliás, precisa de cuidados para que não apresente alterações e deixe de ser assim. Em resumo, é o tipo de pele que toda mulher gostaria de ter, já que ela representa um equilíbrio que nem sempre temos em nosso organismo.

Pele oleosa

Quem tem a pele oleosa precisa tomar muito cuidado com o rosto, para impedir que a condição fique ainda mais forte, causando até mesmo lesões e acnes. Mas, é possível superar as adversidades e adotar uma rotina de limpeza constante, fazendo o uso de produtos específicos para isso. Por isso é fundamental conhecer seu tipo de pele.

Entre as suas principais características podemos destacar o brilho intenso, já que a produção de sebo é além da conta. Também apresenta uma sensação pegajosa, já que os níveis de oleosidade costumam ser bem altos. Além disso, é o tipo de pele mais propenso a sofrer com cravos e espinhas.

A pele oleosa pode ser causada pelo excesso de lavagens no rosto, pela utilização de produtos não recomendados para sua pele, ao fazer a limpeza do rosto com as mãos sujas ou mesmo pela poluição. Por fim, hoje em dia já existem produtos específicos para quem sofre com essa condição, como gel de limpeza, solução micelar e tratamento antiacne.

Pele seca

A pele seca é aquela que sofre com a falta de produção de oleosidade por parte das glândulas sebáceas. Assim, acaba reunindo algumas características bem específicas, embora possa ser causada por outros motivos, como a genética, alterações hormonais, entre outros. Além do rosto, pode afetar outras partes do corpo.

Entre os sintomas da pele seca, descamação, esbranquiçado e coceira são os mais comuns, fique atenta a eles para identificar o seu tipo de pele. Além disso, ela apresenta manchas vermelhas e em casos mais agudos pode causar rachaduras e feridas, também não tem luminosidade e nem viço.

Algumas pessoas confundem pele seca com pele desidratada e por mais que às vezes apresentem condições semelhantes, não é a mesma coisa. Assim, acontece que a primeira delas é um tipo de pele e o segundo é uma condição. A partir disso, qualquer tipo de pele pode apresentar sinais de desidratação, principalmente devido a condições externas.

Em alguns casos a nossa pele pode ficar ressecada por um tempo e depois voltar a sua condição real. Em suma, isso acontece devido a fatores externos, principalmente em regiões que possuem menos glândulas sebáceas, como os joelhos, cotovelos, calcanhares e pernas. Além disso, o clima frio e a exposição ao sol também geram o problema.

Pele mista

Podemos dizer que a pele mista reúne características das duas apresentadas acima, ou seja, as peles oleosa e seca. Dessa maneira, na região formada pela testa, nariz e queixo costuma ser brilhante, e normal ou seca nas outras partes do rosto. A partir disso, muitas ficam em dúvida sobre os produtos que devem utilizar.

Aliás, o erro mais comum que você pode cometer é tratar todas as regiões de uma mesma forma, já que em cada uma das partes é preciso ter cuidados específicos. Dessa forma, os cravos e as espinhas podem acabar ganhando força ou até mesmo as descamações.

A pele mista deve ser hidratada constantemente, para promover a renovação celular, evitando ainda o envelhecimento precoce do tecido. Aliás, se o seu objetivo é impedir a oleosidade na zona T, então aplique um adstringente por ali, produto que deve ser fluido e com propriedades hidratantes.

Fique de olho nessas características

Como descobrir seu tipo de pele? Bem, nós já falamos sobre essas características acima, mas pode ser que elas tenham passado despercebido. Assim, vamos falar um pouco mais sobre as principais de cada tipo, para que facilite a sua descoberta.

Pele normal:

  • Textura lisa;
  • Sem poros aparentes;
  • Sensação confortável.

Pele oleosa:

  • Brilho excessivo;
  • Sensação gordurosa no rosto;
  • Seus poros são bem abertos.

Pele seca:

  • Sensibilidade;
  • Aspereza;
  • Coceira;
  • Descamação.

Pele mista:

  • Portos abertos;
  • Brilho excessivo na zona T;
  • Bochechas normais ou secas.

Com o passar dos anos a nossa pele vai mudando suas características e perdendo colágeno, então podemos afirmar que o tipo não será o mesmo durante toda a sua existência. Assim, como o envelhecimento é inevitável, quem tinha a pele oleosa durante a juventude poderá passar a ter o estilo seco na idade adulta ou velhice.

Não importa qual seja o tipo de sua pele, conforme ela for envelhecendo, irá perder o seu volume e sua densidade, aparecendo rugas, linhas finas e até mesmo a mudança de pigmentação. Por fim, tente acompanhar essas mudanças para conhecer o seu estado atual de pele.

 Gostou do que viu por aqui? Agora vai ficar bem mais fácil para que você consiga identificar qual é o seu tipo de pele. Mas, se ainda ficou com alguma dúvida, então entre em contato ou envie uma mensagem. Até a próxima, com mais dicas de beleza.